Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/83484
Title: Um doce e nutritivo fruto: a castanha na história da alimentação e da gastronomia portuguesas
Authors: Soares, Carmen 
Coelho, Maria Helena da Cruz 
Keywords: castanha; história da alimentação; gastronomia; Portugal; literatura culinária
Issue Date: 2018
Publisher: IUC e PUC Press
Project: UID/ELT/00196/2013 
Serial title, monograph or event: Mesas Luso-brasileiras: Alimentação, Saúde & Cultura.
Volume: 2
Place of publication or event: Coimbra e Curitiba
Abstract: No presente estudo faz-se a história comparada da castanha na alimentação e gastronomia portuguesas na longa duração. As fontes consideradas, na sua maioria escritas (tanto literárias, como documentais e técnicas), cobrem cerca de 26 séculos, da Antiguidade clássica, atravessando os espaços europeus historicamente ligados ao cultivo e aproveitamento da castanha, até ao Portugal contemporâneo. O vasto universo de materiais disponíveis obrigou ao estabelecimento de critérios precisos de seleção das fontes, condicionados pelo objetivo principal do estudo: estabelecer a pegada literária da castanha. Assim, o foco da análise recaiu sobre testemunhos escritos sobre o uso da castanha na alimentação humana, buscando para cada época a tipologia de textos mais abundante em termos informativos: para a Antiguidade, textos literários e médicos gregos e romanos; para a Idade Média, documentação régia circunscrita sobretudo ao séc. XIII; para as Épocas Moderna e Contemporânea, os manuscritos, livros e revistas culinárias. A estrutura do trabalho reflete as principais conclusões alcançadas: a castanha como fruto básico da alimentação de populações específicas e consumido em contextos de carência, em que funciona como substituto do alimento primordial, o pão (ponto 1: A castanha, um alimento de sobrevivência); a castanha como património gastronómico, moldado pelas preocupações dietéticas (ponto 2: A castanha, um prazer da mesa em diálogo com as normas dietéticas; ponto 2.1: Consumo da castanha no Portugal moderno, gastronomia e dietética); a cultura, o consumo e as conceções gastronómicas e dietéticas associadas à castanha para Portugal têm raízes em tempos anteriores à fundação da nacionalidade (ponto 1.1: Cultura e consumo de castanha na Antiguidade: herança clássica e realidade portuguesa); a identificação de um “receituário fundador” da castanha nos primeiros tempos da nacionalidade (ponto 1.2: Cultura e consumo de castanha no Portugal medieval); a castanha como ingrediente transversal tanto à cozinha tradicional portuguesa como à cozinha requintada de influência e inspiração estrangeira (ponto 2. 2: Consumo de castanha no Portugal contemporâneo: da “alta cozinha” à cozinha tradicional portuguesa).
URI: http://hdl.handle.net/10316/83484
ISBN: 978-85-54945-11-4 (E-book)
DOI: 10.7213/978-85-54945-11-4_6
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CECH - Capítulos (ou partes) de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Doce&NutritivoFruito-Castanha.pdf4.02 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

192
checked on Dec 12, 2019

Download(s)

196
checked on Dec 12, 2019

Google ScholarTM

Check

Altmetric

Dimensions


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons