Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10316/88699
Título: A herança do deserdado
Autor: Cortez, Tânia
Orientador: Lageira, Jacinto
Pereira, Fernando José
Data: 3-Jan-2013
Local de edição ou do evento: Coimbra
Resumo: Intenta-se desmitificar o conceito de Fim da Arte que se propagou na linguagem comum, nos veículos de comunicação cultural, sem que se consiga desenhar os seus contornos. Num primeiro momento interessou recordar a origem na formulação de Hegel, dentro do contexto Idealista e Iluminista. No entanto, o propósito da dissertação prende-se com a necessidade de perceber a recapitulação desta proposta - declarada nas décadas de oitenta e noventa do século XX e latente na contemporaneidade. Foi conveniente dissecar as estratégias, as causas e as consequências. Em primeira instância avaliar o seu contributo para a Arte. E não se procuraram omitir as coordenadas específicas de um quadrante de observação, que não sendo fixas, ou imutáveis, também não permitem a ubiquidade. Tratam-se de reflexões teóricas produzidas sobre o património construído dentro do campo de experimentação e da prática artística. A dissertação que se segue não tem a pretensão de ser um ensaio filosófico, ainda que seja na Filosofia que, depois da Arte, encontra amparo.
Attempting to demystify the End of Art concept that has spread in common language, trough cultural communication vehicles, without being able to draw its outlines. In a first moment the interest was to recall the origin of Hegel´s formulation, within an Idealistic an Illuminist context. Nevertheless, the purpose of the dissertation concerns the need of under- -standing the recapitulation of this proposal – declared in the nineteen eighties decade and latent in contemporaneity. It was convenient to dissect the strategies, causes and consequences. In a first stage evaluating its contribute to Art. And not intending to overlook the specific coordinates of an observation quadrant, that by not being fixed ones, or immutable, they also don’t allow ubiquity. These are theoretical reflexions produced over the patrimony built within the field of experimentation and the artistic practice. The following dissertation does not pretend to be a philosophical essay, even though is in Philosophy that, and after Art, finds shelter.
Descrição: Versão definitiva da dissertação de mestrado em Crítica de Arte e Arquitetura (Crítica de Arte), apresentada ao Colégio das Artes da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/88699
Direitos: openAccess
Aparece nas coleções:UC - Dissertações de Mestrado
Colégio das Artes - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato
A Herança do Deserdado.pdf4.22 MBAdobe PDFVer/Abrir
Mostrar registo em formato completo

Visualizações de página

155
Visto em 5/ago/2020

Downloads

39
Visto em 5/ago/2020

Google ScholarTM

Verificar


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.