Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/87006
Title: Formas de precarização, aparatos regulatórios e seus impactos em dois call centers em Portugal e no Brasil
Authors: Costa, Elizardo Scarpati
Costa, Hermes Augusto 
Issue Date: Jul-2018
Publisher: Instituto de História Contemporânea
Serial title, monograph or event: Atas do II Congresso de História do Movimento Operário e dos Movimentos Sociais em Portugal
Place of publication or event: Lisboa
Abstract: As relações laborais contemporâneas assentam recorrentemente em formas de trabalho precárias, não obstante os discursos (de patrões e governos) sobre as supostas virtudes de uma flexibilidade laboral. Neste texto analisamos uma dessas formas de trabalho – o trabalho em call centers – um situado no contexto laboral português e outro no brasileiro. Na primeira seção identificam-se algumas modalidades de precarização observadas nos dois países. Parafraseando Ricardo Antunes, “houve uma diminuição da classe operária industrial tradicional. Mas, paralelamente, efetivou-se uma significativa subproletarização do trabalho, decorrência das formas diversas de trabalho parcial, precário, informal, subcontratado, etc. Verificou-se, portanto, uma significativa heterogeneização, complexificação e fragmentação do trabalho” (Antunes, 1999: 209). Além disso, “a nova morfologia [do trabalho] compreende não só o operariado herdeiro da era taylorista e fordista, em relativo processo de encolhimento especialmente nos países do Norte (mas que seguem um movimento contrário em vários países do Sul, como China e Índia), mas incorpora também os novos proletários precarizados do mundo” (Antunes, 2013: 9). Em segundo lugar, identificam-se os aparatos regulatórios existentes em Portugal e no Brasil e cuja missão é denunciar situações de precariedade e contribuir para as superar. Finalmente, em resultado da pesquisa empírica realizada em dois call centers no setor das telecomunicações, percorrem-se alguns campos reveladores dos impactos da precarização na atividade dos operadores de atendimento telefónico e das reconfigurações das relações laborais no setor. A caracterização socioprofissional dos trabalhadores, o seu ambiente de trabalho, ou a dimensão associativa são alguns dos tópicos abordados.
Description: Congresso de História do Movimento Operário e dos Movimentos Sociais em Portugal, 06-07 Abril 2015, FCSH-UNL, Lisboa.
URI: http://hdl.handle.net/10316/87006
ISBN: 9789899838864
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CES - Artigos e Resumos em Livros de Actas

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Formas de precarizacao.pdf678.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

78
checked on Jun 2, 2020

Download(s)

27
checked on Jun 2, 2020

Google ScholarTM

Check

Altmetric


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.