Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/81974
Title: Prevalência de complicações associadas ao tratamento regenerativo da peri-implantite: Revisão Sistemática com Meta-Análise
Other Titles: Prevalence of complications associated with peri-implantitis regenerative treatment: Systematic Review with Meta-Analysis
Authors: Sousa, Sara Cristina Lopes de 
Orientador: Domingues, Elsa Teresa
Caramelo, Francisco José Santiago Fernandes Amado
Martins, Orlando Paulo Moreira
Keywords: Peri-implantite; Tratamento regenerativo; Prevalência; Complicações; Revisão sistemática; Peri-implantitis; Regenerative treatment; Prevalence; Complications; Systematic Review
Issue Date: 24-Jul-2017
Serial title, monograph or event: Prevalência de complicações associadas ao tratamento regenerativo da peri-implantite: Revisão Sistemática com Meta-Análise
Place of publication or event: FMUC
Abstract: O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão sistemática da literatura e meta-análise sobre a prevalência de complicações e variação de parâmetros clínicos após o tratamento regenerativo da peri-implantite.Materiais e métodos: Foi feita uma pesquisa eletrónica nas bases de dados PubMed, Cochrane Library, EBSCO e EMBASE de estudos publicados desde 1993. Ensaios clínicos randomizados (RCT), ensaios clínicos controlados (CCT), que relatassem complicações e/ou dados clínicos (Profundidade de Sondagem e/ou Hemorragia Sondagem) e/ou dados Radiográficos (variação do nível ósseo pós-tratamento cirúrgico regenerativo), publicados em língua inglesa, portuguesa ou espanhola, com um follow-up mínimo de 6 meses foram incluídos de acordo com o PRISMA statement. A análise estatística foi realizada com a plataforma estatística R v3.3.2 e recorrendo à package ‘metafor’ ( Viechtbauer, 2010).Resultados: A pesquisa inicial resultou em 127 artigos, dos quais após triagem e avaliação da elegibilidade, 13 artigos foram incluídos nesta revisão. A meta-análise destes estudos revelou uma prevalência de complicações de 0.21 (95% [CI] = 0.07 a 0.36), uma redução média da profundidade de sondagem de 2.38mm (95% [CI] = 2.06 a 2.70mm), uma redução média da hemorragia à sondagem de 0.45 (95%[CI] = 0.37 a 0.52) e um preenchimento ósseo radiográfico médio de 1.49mm (95% [CI] = 0.80 a 2.19mm ). Conclusão: A prevalência de complicações após tratamento regenerativo da peri-implantite é de 0.21 e há melhoria estatisticamente significativa dos parâmetros clínicos avaliados. São necessários mais RCTs com follow-ups mais longos e adequadamente desenhados para investigar a prevalência de complicações após o tratamento cirúrgico regenerativo da peri-implantite
The purpose of this paper was to do a systematic review of the literature and meta-analysis about the prevalence of complications and clinical parameters variation after regenerative treatment of peri-implantitis.Materials and methods: An electronic search was conducted in the PubMed, Cochrane Library, EBSCO and EMBASE databases for studies published since 1993. Randomized controlled trials (RCTs), controlled clinical trials (CCT), reporting complications and/or clinical data (Probing depth and/or bleading on probing) and/or Radiographic data (variation of bone level after regenerative surgical treatment), published in English, Portuguese or Spanish, with a minimum follow-up of 6 months were included according to the PRISMA statement guidelines.Statistic analysis was performed using the platform R v3.3.2, with the package ‘metafor’ ( Viechtbauer, 2010).Results: The initial search resulted in 127 articles, of which after screening and eligibility evaluation, 13 articles were included in this review. The meta-analysis of these studies revealed a prevalence of complications of 0.21 (95% [CI] = 0.07 to 0.36), a mean reduction in probing depth of 2.38mm (95% [CI] = 2.06 to 2.70mm ), A mean reduction of bleeding on probing (BOP) of 0.45 (95% [CI] = 0.37 to 0.52) and a mean radiographic bone level variation of 1.49mm (95% [CI] = 0.80 to 2.19 mm).Conclusions: The prevelance of the occurrence of complications after regenerative treatment of peri-implantitis is 0.21. It was found a statistically significant improvement of the clinical parameters. Further well designed randomized clinical trials with longer follow ups, investigating the prevalence of the occurrence of complications after regenerative treatment of peri-implantitis are needed.
Description: Trabalho de Projeto do Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina
URI: https://hdl.handle.net/10316/81974
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
DISSERTAÇÃO Sara Sousa.pdf1.98 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 50

521
checked on Jun 12, 2024

Download(s) 50

360
checked on Jun 12, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons