Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/46626
Title: Interrupção voluntária da gravidez: Ajustamento psicológico numa amostra de jovens portuguesas
Authors: Pereira, Joana 
Pires, Raquel 
Canavarro, Maria Cristina 
Keywords: Interrupção voluntária da gravidez; adolescentes; Depressão; Qualidade de vida; ajustamento socioemocional
Issue Date: 2013
Citation: Pereira, J., Pires, R., & Canavarro, M. C. (2013). Interrupção voluntária da gravidez: Ajustamento psicológico numa amostra de jovens portuguesas. Psicologia, Saúde & Doenças, 14(2), 329-338.
Project: SFRH/BD/ 89435/2012 
Serial title, monograph or event: Psicologia, Saúde, & Doenças
Volume: 14
Issue: 2
Abstract: A interrupção voluntária da gravidez (IVG) é uma realidade recente em Portugal e os estudos portugueses sobre a sintomatologia depressiva e qualidade de vida (QdV) subsequentes à IVG são ainda escassos. Além disso, a investigação internacional é divergente e contraditória, oscilando entre escassos ou nenhuns efeitos negativos na saúde mental da mulher e sequelas negativas e significativas após a IVG, nomeadamente nas mulheres mais jovens. Assim, o presente estudo pretendeu caracterizar uma amostra de jovens portuguesas relativamente à sintomatologia depressiva e QdV, duas a quatro semanas após a IVG, tendo por comparação um grupo de jovens sexualmente iniciadas e sem história de gravidez. A amostra foi recolhida em 16 serviços de saúde e 22 escolas a nível nacional, e constituída por 128 jovens que realizaram uma IVG e 248 jovens sexualmente iniciadas e sem história de gravidez. Os dados foram obtidos através de fichas de caracterização sociodemográfica e clínica, e instrumentos de autopreenchimento que avaliaram a sintomatologia depressiva e QdV (Edinburgh Post-natal Depression Scale; EUROHIS-QOL-8). As jovens que realizaram uma IVG apresentaram sintomatologia depressiva significativamente superior e menor QdV, comparativamente ao grupo controlo, controlando variáveis de cariz sociodemográfico. Os resultados apontam para a importância da implementação de protocolos de triagem que permitam identificar as jovens com níveis significativos de sintomatologia depressiva e menor QdV e, posteriormente, a disponibilização de apoio especializado.
URI: http://hdl.handle.net/10316/46626
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CINEICC - Artigos em Revistas Nacionais

Show full item record

Page view(s) 50

315
checked on Oct 16, 2019

Download(s)

39
checked on Oct 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.