Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/36456
Title: Disfunções temporomandibulares em crianças e adolescentes
Authors: Martins, Ana Filipa Santos 
Orientador: Rodrigues, Maria João Pascoal
Pereira, Sónia Margarida Alves
Keywords: Temporomandibular joint disorder; Child; Adolescent; Etiology; Diagnosis; Therapeutics e pain
Issue Date: 2012
Abstract: Introdução: Disfunção temporomandibular (DTM) é um termo genérico representativo de sinais e sintomas associados a alterações patológicas da articulação temporomandibular, músculos da mastigação e/ou restantes estruturas associadas. Têm sido realizados muitos estudos nesta área, no entanto, a sua grande maioria reporta-se a pacientes adultos e as conclusões obtidas para estes são muitas vezes extrapoladas para a análise e terapia de crianças e adolescentes. Objetivos: Conhecer o grau de prevalência de DTM entre crianças e adolescentes e de que forma ela varia; Identificar os fatores etiológicos de DTM em crianças e adolescentes; Reconhecer a necessidade do diagnóstico de DTM em idades mais precoces; Identificar estratégias de diagnóstico e tratamento adaptadas. Materiais e métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados PubMed, EBSCOhost, BOn, Google Académico e Scielo e consultados alguns livros de texto. Discussão/Conclusões: A prevalência de DTM em crianças e adolescentes é difícil de estabelecer. Existe uma tendência para DTM ser mais prevalente no sexo feminino, especialmente a partir da adolescência, em indivíduos ansiosos/tensos e com cefaleias, e para aumentar com a idade. A etiologia das DTM em crianças e adolescentes é complexa e multifatorial. Relativamente aos fatores etiológicos de DTM em crianças e adolescentes existe ainda muita controvérsia. Condições de desequilíbrio ortopédico, funcional e emocional podem estar na sua génese. Fatores de risco podem predizer a ocorrência de sinais e sintomas de DTM, no entanto não podem predizer a manifestação de DTM. O diagnóstico de DTM em crianças e adolescentes deve ser feito mediante análise anamnésica e exame clínico completados, sempre que necessário, por exame imagiológico. Exame clínico e anamnese direcionados para DTM devem fazer parte das consultas de rotina no médico dentista. A aplicação do questionário RDC/TMD parece ser extremamente fiável em crianças e adolescentes. Sinais e sintomas de DTM são comuns na infância e adolescência, flutuam ao longo do tempo, são essencialmente leves e raramente evoluem para severos nestas idades. A dor é o sintoma que mais afeta a qualidade de vida dos doentes com DTM e aquele que mais influencia a procura de tratamento médico. Os sintomas de DTM mais comuns em crianças são as cefaleias e o cansaço ou dor muscular à mastigação. Os sinais mais frequentes são os desvios mandibulares na abertura e fecho, o bruxismo e os estalidos articulares. Em adolescentes o principal sinal de DTM foi a sensibilidade muscular e os sintomas mais prevalentes as cefaleias e os sons articulares. Nenhum sinal ou sintoma de DTM na infância ou adolescência é preditivo de DTM na idade adulta. O tratamento de DTM em crianças e adolescentes deve privilegiar os métodos simples, conservadores e reversíveis.
Description: Trabalho final do 5º ano com vista à atribuição do grau de mestre no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/36456
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Med. Dentária - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
DTM em crianças e adolescentes.A.Filipa Martinsx.pdfDTM em crianças e adolescentes.A.Filipa Martinsx.282.21 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

339
checked on Aug 12, 2020

Download(s) 20

967
checked on Aug 12, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.