Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/32790
Title: O papel dos media em tempos de crise : visões sobre a Troika em Portugal e na Alemanha
Authors: Gonçalves, Daniela Fernandes 
Orientador: Cravo, Teresa
Keywords: Europeização; Identidade europeia; Opinião pública; Media
Issue Date: 26-Sep-2016
Publisher: FEUC
Serial title, monograph or event: O papel dos media em tempos de crise : visões sobre a Troika em Portugal e na Alemanha
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Os acontecimentos políticos que se registam atualmente são fruto de intervenções mediáticas abrangentes, rápidas e alargadas à escala internacional e os meios de comunicação social dominantes, passaram a ser local privilegiado para a legitimação das narrativas mais alinhadas com os centros de poder. Neste contexto, as crises económicas, sociais e culturais continuam a acontecer, tal como antes da massificação tecnológica dos media e, como então, elas continuam a ter influência no âmbito das Relações Internacionais e a ser estudadas no enquadramento das teorias que pautam esta disciplina. Mas como serão elas afetadas pela forma como a nova comunicação social lê e escreve os acontecimentos? E por outro lado, que repercussões terão as dinâmicas políticas e internacionais, nos próprios meios de comunicação? O estudo de caso que selecionámos para esta dissertação visa analisar a experiência de crise vivida em Portugal e o impacto que as notícias veiculadas nos media sobre os três últimos encontros do comité constituído por um representante do Banco Central Europeu, do Fundo Monetário Internacional e da Comissão Europeia (mais conhecido por Troika) em Portugal, tiveram na opinião pública dos portugueses e dos alemães, em particular. Com base na teoria construtivista, levámos a cabo um estudo de caráter exploratório, que recorre à análise crítica do discurso e à análise de conteúdo, como forma de interpretar a amostra, constituída por seis jornais on line de referência, três portugueses e três alemães. A escolha das nacionalidades dos jornais, prende-se com o facto de, no caso português estes corresponderem à nacionalidade do país afetado pela crise e alvo concreto das reuniões que estiveram na base da produção jornalística, e no caso alemão se tratarem de publicações do país que é o principal credor do resgate financeiro, e aquele que, durante o processo de reestruturação da dívida portuguesa mais pressão exerceu.
Description: Dissertação de mestrado em Relações Internacionais (Estudos Europeus), apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, sob a orientação de Teresa de Almeida Cravo.
URI: http://hdl.handle.net/10316/32790
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação_Daniela_versão09.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

424
checked on Sep 11, 2019

Download(s) 10

1,301
checked on Sep 11, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.