Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30403
Title: Evaluation of vitamin D status in a population with fibromyalgia
Authors: Monteiro, Diogo Miguel Pereira Libânio 
Orientador: Silva, José António Pereira da
Matos, João Pedro Vitória Vieira de
Keywords: Reumatologia; Fibromialgia; Vitamina D; Limiar da dor
Issue Date: 2011
Abstract: Introdução: A fibromialgia, uma doença crónica caracterizada por dor músculo-esquelética generalizada, está entre as condições associadas à deficiência de vitamina D, apesar de não ter sido encontrado ainda um mecanismo biológico claro para esta associação. A evidência disponível na literatura é controversa, existindo estudos que referem uma maior prevalência de deficiência de vitamina D em doentes com fibromialgia e outros que revelam não haver diferenças. Objectivos: O objectivo do nosso estudo consistiu na avaliação dos níveis de 25-hidroxivitamina D em doentes com fibromialgia e em controlos não afectados. Avaliámos ainda a relação entre os níveis de vitamina D, o limiar e intensidade da dor e a severidade da doença. Métodos: No nosso estudo transversal, avaliámos os níveis sanguíneos de 25-hidroxivitamina D em 22 doentes com o diagnóstico de fibromialgia e nas suas 22 irmãs sem a doença. A avaliação laboratorial foi feita no mesmo dia para o doente e para o controlo emparelhado. A recolha dos dados decorreu durante o período de dois meses no Outono/Inverno. Todos os doentes e controlos foram sujeitos ao exame físico (incluindo a avaliação do limiar doloroso) e preencheram a versão portuguesa do Fibromyalgia Impact Questionnaire. Evaluation of vitamin D status in a population with Fibromyalgia 5 Resultados: Os níveis médios de 25-hidroxivitamina D no soro foram de 18,53±6,47ng/ml no grupo de doentes com fibromialgia e 15,61±5,05ng/ml no grupo de controlo. Não foram encontradas diferenças entre os grupos no que respeita aos níveis médios de vitamina D nem à classificação em deficiência de vitamina D (<20ng/ml), insuficiência (21-29ng/ml) e suficiência (>30ng/ml). Nos doentes com fibromialgia foi encontrada uma associação negativa entre os níveis de vitamina D e a pontuação no Fibromyalgia Impact Questionnaire (r=-0,554; p=0,009), bem como entre estes e a intensidade da dor medida pela Escala Visual Analógica (r=-0,447; p=0,042). Não foi encontrada relação entre os níveis de vitamina D e o limiar doloroso medido pelo dolorímetro. 95,2% da população estudada tinha níveis deficientes/ insuficientes de vitamina D. Conclusões: A deficiência de vitamina D não foi encontrada mais frequentemente nos pacientes com fibromialgia do que nos controlos sem a doença. Nos doentes com fibromialgia foi encontrada uma associação negativa entre os níveis de vitamina D, a severidade da doença e a intensidade da dor medida pela Escala Visual Analógica. Não foi encontrada relação entre os níveis de vitamina D e o limiar doloroso medido através de dolorímetro. O nosso estudo mostrou uma alta prevalência de deficiência/insuficiência de vitamina D na nossa população
Background: Fibromyalgia, a condition characterized by chronic widespread musculoskeletal pain, is among the chronic pain conditions that have been associated with vitamin D deficiency, though no clear biological mechanism has been yet found. The results of studies are controversial, existing studies reporting a higher prevalence of vitamin D deficiency in patients with fibromyalgia, with others reporting no differences. Objective: The aim of our study was evaluate serum 25-hydroxyvitamin D levels in patients with fibromyalgia and unaffected controls. We also aimed to evaluate the relation between 25-hydroxyvitamin D levels, pain threshold, pain intensity and the severity of the disease. Methods: In our transversal study we measured serum 25-hydroxyvitamin D in 22 patients with a diagnosis of fibromyalgia and 22 matched-controls (unaffected sisters). The blood test was performed in the same day for patient and matched-control. All the data was collected within 2 months in Autumn/Winter. All patients and controls underwent physical examination (including evaluation of pressure-induced pain threshold) and answered Fibromyalgia Impact Questionnaire. Results: We found a mean serum 25-hydroxyvitamin D level of 18,53±6,47ng/ml in the fibromyalgia group and 15,61±5,05ng/ml in the control group. No statistically significant differences were found between groups regarding mean serum vitamin D levels or the Evaluation of vitamin D status in a population with Fibromyalgia 7 classification in vitamin D deficiency (<20ng/ml), insufficiency (21-29ng/ml) and sufficiency (>30ng/ml). In the fibromyalgia group, we found a negative association between vitamin D level and Fibromyalgia Impact Questionnaire score (r=-0,554; p=0,009), as well as with pain intensity measured by Visual Analog Scale (r=-0,447; p=0,042). No relation was found between vitamin D levels and pressure-induced pain threshold. 95,2% of our population were vitamin D deficient/insufficient. Conclusions: Vitamin D deficiency was not more prevalent in fibromyalgia patients than in the control group without the disease. We found a negative association between low vitamin D levels, the severity of the disease (as assessed by FIQ) and pain intensity measured by Visual Analog Scale, but no relation was found with pressure-induced pain threshold. Our study showed a high prevalence of vitamin D deficiency/insufficiency in our population
Description: Trabalho de projecto de mestrado em Medicina (Reumatologia), apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/30403
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

374
checked on Nov 4, 2019

Download(s)

73
checked on Nov 4, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.