Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/20806
Title: Estudo das cargas de treino, percepção do esforço, níveis de IgA salivar e susceptibilidade às infecções no decorrer de um estágio nacional de judo
Authors: Ângelo, Hugo Pinto 
Orientador: Massart, Alain
Keywords: Judo
Issue Date: 2003
Abstract: O objectivo do presente estudo é investigar a evolução dos níveis de IgA salivar e susceptibilidade às Infecções do Tracto Respiratório Superior no decorrer de um estágio nacional de judo. Metodologia: Utilizando uma amostra constituída por 47 atletas (33 GE e 14 GC), procedeu-se à análise de parâmetros imunitários, neste caso, à recolha de amostras de IgAs no decorrer do estágio, à aplicação de questionários por nós elaborados, no sentido de recolher dados relativos à ocorrência de episódios de ITRS, nos quinze dias antes do estágio, durante o estágio e quinze dias depois. Para uma melhor caracterização procedeu-se à recolha de elementos caracterizadores das cargas a que os atletas foram sujeitos (FC e escala de percepção subjectiva de esforço). Esta análise foi realizada procurando determinar os efeitos da totalidade do estágio, ou seja, comparando os níveis de IgA no início e no final do estágio. Outro aspecto alvo de estudo foram os efeitos do treino mais intenso nos parâmetros imunitários referidos, isto é, analisaram-se os níveis de IgA antes e depois do referido treino. Como se utilizou a medição da FC e a escala CR10 de Borg na determinação das cargas de treino, também se estudou a correlação entre os valores obtidos na medição da FC e nos resultados da percepção subjectiva de esforço. Para o tratamento dos dados foram utilizadas técnicas de estatística descritivas e inferenciais, permitindo obter algumas conclusões. No final do estudo alcançaram-se as seguintes conclusões: (1) Considerando os resultados obtidos através da medição das FC e dos registos da percepção de esforço global por treino na escala CR10 de Borg, os treinos de um modo geral foram de intensidade moderada; (2) a maior parte dos treinos foi passada em regime aeróbio e entre 40’ a 1h 30’ em zonas de frequência cardíaca inferior a 60% considerada pouco produtiva para a performance ou de baixa intensidade; (3) os resultados da percepção subjectiva de esforço global do treino de dia 21 de Dezembro, à tarde, foram superiores a 6 o que é considerado na zona acima do limiar anaeróbio, a observação vídeo deste treino, vem-nos confirmar esta situação, indicando a existência de produção superior de lactato; (4) relativamente ao dia 21 de tarde (treino mais intenso), observámos valores da concentração de IgA significativamente mais elevados em relação ao dia 19 de tarde, 21 de manhã e 22 de manhã, e não significativas em relação ao dia 23 de manhã; (5) no último dia de estágio (dia 23), a concentração de IgA observada também apresentou níveis significativamente superiores comparando com os dias 19 (primeiro dia de estágio), 21 de manhã e dia 22; (6) não observámos influências do estágio relativamente ao aparecimento de episódios de ITRS; (7) existe uma correlação estatisticamente significativa negativa entre a média das IgA de cada sujeito no estágio e as ITRS durante o estágio.
Description: Dissertação de licenciatura apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/20806
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia - Estudo da Imunidade no Judo.pdf709.66 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

206
checked on May 21, 2019

Download(s) 20

506
checked on May 21, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.