Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/975
Title: O conceito de homogeneidade e heterogeneidade nos grupos de iguais adolescentes
Authors: Paixão, Rui Alexandre Paquete 
Orientador: Dias, Carlos Amaral
Keywords: Psicologia Clínica
Issue Date: 6-Dec-1991
Citation: PAIXÃO, Rui - O conceito de homogeneidade e heterogeneidade nos grupos de iguais adolescentes. Coimbra, 1991.
Abstract: Este trabalho tem como objectivo o estudo diferencial das represen-tações mentais adolescentes associadas aos iguais, particularmente as relativas aos adolescentes convencionais, delinquentes e toxicodepen-dentes. Encontra-se estruturado em três partes: - Na primeira parte, desenvolve-se um modelo conceptual, descritivo, do desenvolvimento genético dos indivíduos em termos de relações de objecto em grupo. - Na segunda parte, são revistos alguns trabalhos de natureza empírica e teórica sobre a delinquência e toxicodependência. No seu conjunto os elementos teóricos subjacentes ao modelo delineado na primeira parte e os dados evidenciados pela revisão bibliográfica sobre delinquência e toxicodependência (segunda parte), viabilizaram o apuramento do modelo sobre as representações mentais associadas aos iguais, em dois conceitos: homogeneidade e heterogeneidade. O primeiro conceito descreve as realidades desviantes e o segundo as realidades normativas. - Na terceira parte, a operacionalização destes dois conceitos é realizada pela construção de um inventário passado a três grupos de sujeitos adolescentes, nomeadamente: um grupo constituído por indivíduos convencionais (N=305), um grupo constituído por indivíduos delinquentes (N=60) e um grupo constituído por indivíduos toxicodependentes (N=59). A operacionalização, assim realizada, dos dois conceitos que permitiu confirmar o ajustamento do modelo para descrever as referidas realidades. Os sujeitos desviantes expressam representações significativamente mais homogéneas do que os sujeitos normais. Relativamente aos sujeitos desviantes verificou-se também que a homogeneidade representacional era específica ao tipo de desvio, isto é, os sujeitos toxicodependentes apresentavam níveis de homogeneidade significativamente superiores aos manifestados pelos sujeitos delinquentes.
Description: Tese de doutoramento em Psicologia (Psicologia Clínica) apresentada à Fac. de Psicologia e Ciências da Educação da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/975
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 1

2,474
checked on Jan 22, 2020

Download(s)

70
checked on Jan 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.