Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94603
Title: Treino da mente compassiva com cuidadores no acolhimento residencial de jovens em risco: Resultados de um ensaio clínico a partir da perceção de mudança pelos jovens
Other Titles: Compassionate mind training with caregivers in residential care for youth at risk: Results of a clinical trial from the perception of change by youth
Authors: Ferreira, Filipa Alexandra da Silva
Orientador: Rijo, Daniel Maria Bugalho
Keywords: Acolhimento Residencial; Crianças e Jovens em Risco; Cuidadores; Treino da Mente Compassiva; Mentalidade Afiliativa; Residential Care; Children and Youth at Risk; Caregivers; Compassionate Mind Training; Affiliative Mentality
Issue Date: 21-Jul-2020
Serial title, monograph or event: Treino da mente compassiva com cuidadores no acolhimento residencial de jovens em risco: Resultados de um ensaio clínico a partir da perceção de mudança pelos jovens
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Em Portugal, em 2018, 6.118 jovens encontravam-se em casas de acolhimento residencial, ao abrigo de uma medida de promoção e proteção. Ainda que os cuidadores destas casas providenciem todos os cuidados básicos para a sobrevivência dos jovens, os cuidados emocionais parecem tender a ser negligenciados. Têm sido amplamente documentados os benefícios associados ao uso da Terapia Focada na Compaixão. No entanto, não foram ainda estudados os possíveis efeitos desta intervenção nos cuidadores das casas de acolhimento, em particular, de que modo a promoção de uma mentalidade afiliativa se poderá refletir no bem-estar dos jovens residentes. Este estudo preliminar propôs-se investigar a perceção de mudança dos jovens em casas de acolhimento em termos de experiências de calor e segurança, proximidade e ligação aos outros, afeto positivo e negativo, comportamento pró-social e alterações em termos de problemas internalizantes e externalizantes, após os cuidadores da casa onde residem terem participado num Treino da Mente Compassiva em grupo de 12 sessões. A amostra incluiu 71 jovens, de ambos os sexos, e de idades compreendidas entre os 12 e os 23 anos, distribuindo-se aleatoriamente entre condição experimental (n=30) e condição de controlo (n=41). A Análise Multivariada Mista da Covariância (MANCOVA) a dois fatores (two-way) com duas co-variáveis (tempo de acolhimento e idade) revelou não existirem diferenças significativas nas variáveis em estudo entre o pré e o pós tratamento. Estes resultados poderão ter diferentes explicações: poderá ser necessário mais tempo para se verificarem alterações, devido à necessidade de tempo para que o cuidado afiliativo por parte dos cuidadores se generalize (possivelmente visíveis em follow-up); a presença de trauma nos jovens e/ou a possibilidade de existir elevado medo de receber compaixão poderá ter afetado o impacto da intervenção nos jovens, tendo em conta as suas experiências adversas prévias ao longo do desenvolvimento.
In 2018, 6.118 children and young adults were living in residential care homes in Portugal. Even though caregivers of those facilities are able to provide care concerning their basic needs, emotional care seems to be neglected. The benefits of Compassion Focused Therapy have been widely documented. However, there is no research regarding the possible benefits of applying this type of intervention to caregivers working within residential care homes, particularly investigating how the promotion of an affiliative care mentality would impact over youth’s well-being. This preliminary study aimed to investigate the perception of change in children and young adults in residential care homes, specifically focusing on their current experiences of warmth and safeness, social safeness, positive and negative affect and possible alterations in their prosocial behaviour and internalizing and externalizing problems, after their caregivers having attended a 12-session Compassionate Mind Training structured group intervention. Participants included 71 youth of both sexes, with ages between 12 and 23 years old, randomly allocated to an experimental (n=30) and a control group (n=41). Two-factor mixed multivariate analysis of covariance (MANCOVA) (with age and time in the institution as covariance) revealed nonsignificant differences between groups from pre to post intervention. These results may have different meanings: they may suggest that changes may need more time to occur and they may be stronger at follow up because the change in residential care homes staff concerning affiliative care need time to generalize; the presence of possible trauma and the possibility of high fear of compassion from others, may also have an effect over intervention impact on youth, also taking into consideration the presence of negative experiences these youth have been experiencing throughout development.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/94603
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação de Mestrado Filipa Ferreira.pdf921.6 kBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

7
checked on Jun 10, 2021

Download(s)

1
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons