Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94389
Title: Resto Cantable em Três Movimentos: Memória Poética e Inscrição Matérica em José Ángel Valente
Authors: Medeiros, Caio Di Palma de Souza
Orientador: Silvestre, Osvaldo Manuel
Namora, Ricardo
Keywords: José Ángel Valente; Poesia metafísica; Inscrição gnóstica; Gestualidade; Matriz geradora; José Ángel Valente; Metaphysics poetry; Gesture; Gnostic inscription; Generating matrix
Issue Date: 29-Jul-2020
Project: SFRH/BD/52248/2013 
Abstract: Na presente tese, investigar-se-á a razão poética do escritor galego José Ángel Valente a partir de uma de suas questões mais centrais: a matéria e a memória. Poeta metafísico por excelência, Valente pensou rigorosamente a palavra poética a partir de uma questão originária: a relação entre seus centros germinativos (memória poética) e seus procedimentos operatórios (inscrição matérica). Num primeiro momento, se discutirá o impacto da Guerra Civil Espanhola e da II Guerra Mundial sobre o seu vitalismo poético, cujo efeito culminou na radicalidade de uma escritura essencialista. Escritor de um século distópico, a sua descrença no século XX se converteu em investigação sobre um logos poético originário, cuja palabra inicial restaura uma leitura essencial sobre a matéria. De fato, Valente procurou recuperar um valor antropológico para a poesia, a partir do qual o homem possa ler uma imagem válida de si, com a qual possa repensar a sua constituição transhistórica e individual. Num segundo momento, discutir-se-á as influências estéticas e culturais que conferiram à sua escritura poética um aspecto por vezes ditirâmbico, e à sua produção ensaísta, um tom dialógico. De modo a se pensar a sua materialidade poética enquanto uma síntese de meditações entre pares, a estrutura capitular da tese foi organizada como ‘conversações’, nas quais se discutiu as suas afinidades intelectuais com poetas, escultores e pensadores. De fato, todas essas escutas culturais e reminescências estéticas conduziram sua escritura para aquilo que, um dia, a poesia fora para os calígrafos chineses e para os poetas zen-budistas do haiku japonês: um método profano de ascese para o conhecimento. Portanto, o que a presente tese apresenta é uma leitura sobre a construção da razão poética valentiana desde os seus fundamentos pré-expressivos até a gestualidade do seu acto poético. Para esse fim, discutir-se-á a obra de José Ángel Valente a partir de três movimentos compositivos: I) legados hermenêuticos e a questão poética; II) intenções gnósticas e a gestualidade inscricional; III) matrizes geradoras e a escritura poemática.
In the present dissertation, It has been investigated the poetic reason of the Galician writer José Ángel Valente, regarding one of his central questions: materiality and m emory. Metaphysical poet par excellence, Valente thought the poetic word rigorously from one primary question: the association between its germinal centres (poetic memory) and its operative procedures (material inscription). In a first moment, It has been discussed the impact of the Spanish Civil War and the Second World War over his poetic vitalism, whose effects culminated in the radicalism of an essentialist scripture. Writer of a dystopic century, his disbelief in the twentieth century was converted in an investigation about an original poetic logos , whose palabra inicial restores an essential reading in materiality. As a matter of fact, Valente aimed to revive an anthropologic significance to poetry, from which the humankind would be able to read an aut hentic image of itself, rethinking its transhistoric al and individual constitution. In a second moment, It has been discussed the aesthetic and cultural influences that added a dithyrambic aspect, sometimes, to his poetic writing; and a dialogic tone to hi s essayistic production. In order to rethink his poetic materiality as a synthesis of meditative acts between peers, the dissertation chapter structure was organized as ‘ conversations’, in which it is discussed his intellectual affinities with poets, sculp tors and thinkers. In truth, all these cultural hearings and aesthetic reminiscences led his writing to what, one day, poetry had been for the Chinese calligraphers e for the Japanese haiku Zen Buddhist poets: a profane method of a sceticism to achieve know ledge. Therefore, this present dissertation delivers an examination concerning Valen te’ s poetic reason invention, from his pre expressive fundamentals to the gesture of the poetic act. For this purpose, it has been discussed José Ángel Valente's work regar ding three compositive movements: I) Hermeneutic legacies and the poetic question; II) Gnostic intentions and the inscriptional gesture; III) Generating matrices and the poematic writing.
Description: Tese de Doutoramento em Materialidades da Literatura apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/94389
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Português - Teses de Doutoramento
UC - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

22
checked on Jun 10, 2021

Download(s)

10
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.