Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/86221
Title: Economic potential of marine bivalves of the Portuguese coast: ecological and biochemical characterization
Other Titles: Potencial económico de bivalves marinhos da costa Portuguesa: caracterização ecológica e bioquímica
Authors: Silva, Daniela Carolina da Costa
Orientador: Gonçalves, Ana Marta dos Santos Mendes
Marques, João Carlos de Sousa
Keywords: bivalves; valor económico; composição bioquímica; estuário do Mondego; lagoa da Ria Formosa; bivalves; economic value; biochemical composition; Mondego estuary; Ria Formosa lagoon
Issue Date: 10-Sep-2018
Serial title, monograph or event: Economic potential of marine bivalves of the Portuguese coast: ecological and biochemical characterization
Place of publication or event: Departamento de Ciências da Vida, FCTUC
Abstract: Os bivalves estão distribuídos por diversos habitats, incluindo estuários que são ecossistemas extremamente produtivos, e desempenham funções importantes nas redes tróficas e nos processos biológicos que ocorrem nos ecossistemas. Assim, como outros recursos marinhos, fazem parte da dieta dos seres humanos desde que estes começaram a pescar. Estes recursos possuem elevado valor nutricional, devido ao alto teor em proteína e baixo teor em gordura, estando o seu consumo associado a vários benefícios para a saúde, nomeadamente o bom desenvolvimento do sistema nervoso e a redução da incidência de doenças cardiovasculares. Os recursos marinhos, incluindo bivalves, que são muito apreciados pelos seres humanos, representam um importante valor económico, estando sob pressão devido à crescente procura. Assim, é importante uma exploração sustentável e equilibrada, baseada no conhecimento da composição bioquímica das espécies aquáticas de modo a compreender o seu potencial e valor nutricional. O presente estudo foi realizado em Portugal, onde existe um dos maiores consumos de recursos marinhos do mundo. Seis espécies de bivalves marinhos com valor comercial foram recolhidas em duas áreas distintas, no estuário do Mondego e na lagoa da Ria Formosa, e em duas estações do ano, no Inverno de 2016 e no Verão de 2017. Os objetivos do estudo foram: 1) determinar a composição bioquímica de cada espécie em relação à composição total de proteína, ao perfil em ácidos gordos e em hidratos de carbono; 2) identificar potenciais variações espaciais e sazonais entre espécies recolhidas em cada uma das áreas de estudo e das estações do ano; e 3) determinar as preferências alimentares de cada espécie em ambas as áreas de estudo e estações do ano.Os resultados indicaram composições bioquímicas diversificadas em todas as espécies, em que a composição total de proteína é a principal componente, seguida pelo conteúdo em ácidos gordos, em particular os ácidos gordos essenciais DHA e EPA, pelo glicogénio e pela glucose, que são os principais polissacarídeos e açúcares neutros, respetivamente, encontrados em todas as amostras. Em geral, todas as espécies demonstraram uma tendência para a omnivoria, com apenas a espécie S. marginatus a demonstrar um claro comportamento herbívoro no Verão. Apesar de M. galloprovincialis e R. decussatus apresentarem elevado valor nutricional no estuário do Mondego, em ambas as estações, este foi mais pronunciado no Inverno. Já na Ria Formosa, C. edule e R. decussatus apresentaram valor nutritivo mais elevado em ambas as estações do ano, enquanto C. gigas apresentou maior valor nutricional apenas no Verão.
Bivalves are widely distributed through diverse habitats, including estuaries which are extremely productive ecosystems and play important roles in trophic webs and in ecosystems’ biological processes. Bivalves, as well as other marine resources, have been a part of the humans’ diet since mankind started fishing. These resources have high nutritional values, being constituted by high protein and low fat contents, and its consumption is associated with several health benefits like the good development of the nervous system and the reduction of incidence of cardiovascular diseases. Marine resources, like bivalves, that are highly appreciated by humans, represent an important economic value, being under pressure due to an increasing demand. Thus, it is important a sustainable and balanced exploitation of these resources, based on the knowledge of the biochemical composition of the aquatic species to comprehend its’ potential and nutritional value. The present study was conducted in Portugal, a country that has one of the highest consumptions of seafood in the world. Six commercially valuable species of marine bivalves were harvested in two distinct areas, Mondego estuary and Ria Formosa lagoon, and in two seasons, winter 2016 and summer 2017. The aims of the study were to: 1) determine the biochemical composition of each species in terms of total protein content, fatty acid and carbohydrate profiles; 2) identify potential spatial and seasonal variations between bivalve species sampled in each study area and season; 3) assess food preferences of the bivalve species in both seasons and study areas. The results indicated diverse biochemical composition among bivalve species, with total protein as the major component, followed by fatty acid content, particularly by the essential fatty acids DHA and EPA, and glycogen and glucose as the main polysaccharide and neutral sugar, respectively, found in all specimens. In general, all species demonstrated a tendency for omnivory, with only S. marginatus presenting a clear herbivorous behaviour in summer. Despite M. galloprovincialis and R. decussatus showed the highest nutritional value in the Mondego estuary, in both seasons, it was more noticeable in winter. In Ria Formosa, C. edule and R. decussatus showed the highest nutritious value in both seasons, while C. gigas showed higher nutritive value in summer.
Description: Dissertação de Mestrado em Ecologia apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: https://hdl.handle.net/10316/86221
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_DanielaSilva_final.pdf2.09 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

473
checked on Apr 9, 2024

Download(s) 50

396
checked on Apr 9, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons