Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/86127
Title: WeDoCare - |oT system to support vulnerable social groups
Other Titles: WeDoCare - sistema |oT de apoio a grupos sociais vulneráveis
Authors: Rocha, Marcia Filipa Mendes 
Orientador: Silva, Jorge Miguel Sá
Keywords: Internet das coisas; Android; Internet of things; Android
Issue Date: 26-Jul-2018
Serial title, monograph or event: WeDoCare - |oT system to support vulnerable social groups
Place of publication or event: DEI
Abstract: O relatório anual da APAV mostra um aumento no número de vítimas desde o ano 2015. Este ano, a Índia foi considerado o país mais perigoso do mundo para mulheres seguido de outros países menos desenvolvidos. Apesar de haver um aumento no número de movimentos que dão voz às mulheres, como o movimento ’me too’ que teve início em 2006 para ajudar vítimas de abuso sexual, uma grande parte das mulheres que sofreram violência sexual ou doméstica ainda não reporta a sua situação às autoridades. Há um grande número de alarmes pessoais no mercado, a maior parte deles baseado em botões de pânico. No entanto, nenhum teve muito sucesso no público. No âmbito deste estágio, desenvolvemos uma aplicação que reconhece ataques através de reconhecimento de voz e de gestos e deixa o utilizador ativar um alarme manualmente através de um botão dentro da aplicação. Como resultado, uma mensagem de texto é enviada para a polícia com a localização da vítima. Os nossos parceiros chave são a Ergue-te, Saúde em Português e a Polícia de Segurança Pública (PSP). Ergue-te é uma associação de intervenção social que tem como objetivo ajudar prostitutas a encontrar um novo projeto na sua vida. Estas mulheres são muito suscetíveis a sofrer violência não só por parte dos seus clientes mas também por parte dos seus patrões, o que as torna o público-alvo do WeDoCare. Saúde em Português é uma Organização Não Governamental que promove a integração social e comunitária e os direitos humanos. Trabalhámos especificamente com um dos departamentos que dá assistência e proteção a vítimas de tráfico humano.
The annual report of the Portuguese Association for Victim Support (APAV) shows an increase in the number of victims since the year 2015. This year, India was considered the most dangerous country in the world for women followed by other less developed countries. Even though there has been a rise in the number of movements that empower women, such as the ’me too’ movement started in 2006 to help victims of sexual violence, a big part of women who went through domestic or sexual violence is still not reporting their situations to law enforcement. There is a large number of personal alarm systems in the market, most of them based on panic buttons. Nevertheless, none of them has got widespread acceptance. In the context of this thesis, we developed an application that recognizes an attack through speech and gesture recognition or lets the user trigger it manually by clicking a button inside the application. As a result, a text message is sent to the police with the victim’s location. Our key partners are Ergue-te, Saúde em Português and the Public Security Police (PSP). Ergue-te is a social intervention association that aims to help prostitutes leave their work and find a new project in their lives. These are women who suffer a high level of violence, not only from their clients but from their bosses and romantic partners as well, which makes them the target audience for WeDoCare. Saúde em Português is a Non Governmental Organization that promotes social and community integration and human rights. We specifically worked with one of its departments that provides assistance and protection to victims of trafficking.
Description: Trabalho de Projeto do Mestrado Integrado em Engenharia Biomédica apresentado à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/86127
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Márcia Rocha.pdf28.95 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

293
checked on Jan 15, 2020

Download(s)

326
checked on Jan 15, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons