Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/85629
Title: Programa de intervenção para jovens com comportamento agressivo em contexto escolar: avaliação do impacto em variáveis associadas ao processamento de informação social
Other Titles: Intervention program for young people with aggressive behavior within the school setting: impact assessment on variables associated to the social information processing
Authors: Figueiredo, Inês Silveira Sampaio de Oliveira 
Orientador: Rijo, Daniel Maria Bugalho
Vagos, Paula Emanuel Rocha Martins
Keywords: Comportamento Agressivo; Adolescentes; Processamento de Informação Social; Intervenção Escolar; Eficácia; Aggressive behavior; Adolescents; Social Information Processing; Educational Intervention; Efficacy
Issue Date: 25-Jul-2018
Serial title, monograph or event: Programa de intervenção para jovens com comportamento agressivo em contexto escolar: avaliação do impacto em variáveis associadas ao processamento de informação social
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: O comportamento agressivo tem sido alvo de muita atenção, contudo continua a manifestar um grande impacto, principalmente nas escolas, que constitui meio privilegiado para a intervenção. O modelo do processamento de informação social fornece uma compreensão do funcionamento humano ao nível do comportamento social, e tem sido particularmente estudado enquanto modelo explicativo do comportamento agressivo. A investigação tem demonstrado que a intervenção com jovens agressivos, baseada neste modelo, é eficaz na modificação de variáveis cognitivas associadas a esta prática e, consequentemente, na redução destes comportamentos. O objetivo do presente estudo é avaliar o impacto de um programa de intervenção baseado no modelo do processamento de informação social, em variáveis cognitivas, nomeadamente no processo de atribuição (neutra e hostil), na ativação emocional (raiva, tristeza e vergonha), na avaliação e decisão de respostas comportamentais (agressivas e assertivas). A amostra foi constituída por 69 adolescentes, do ensino profissional, com idades compreendidas entre os 15 e os 22 anos. Das 4 turmas escolhidas, duas foram selecionadas para o grupo de intervenção (n = 46) e outras duas para o grupo de controlo (n = 23). O programa, estruturado e manualizado, foi aplicado durante 13 semanas, com frequência semanal e é composto por 4 módulos (psicoeducação, reestruturação cognitiva, gestão emocional e ativação comportamental). Os sujeitos foram avaliados em dois momentos: pré e pós-intervenção, a partir da Escala de Processamento de Informação Social em Adolescentes (Vagos, Rijo & Santos, 2015). ANOVAS mistas mostraram que não houve diferenças estatisticamente significativas nas variáveis em estudo, com exceção da atribuição hostil e da avaliação positiva de respostas de agressividade aberta face a provocação aberta, para as quais houve uma diminuição na pós-intervenção, em ambos os grupos. O programa não parece contribuir para a mudança de variáveis cognitivas associadas ao processamento de informação social, devendo, no entanto, ser consideradas limitações do desenho de investigação utilizado na interpretação dos resultados. Futuramente, o impacto do programa deve ser investigado de modo mais robusto (e.g. RCT), no sentido de obter resultados mais robustos e/ou deve ser avaliada a necessidade de reformulação do mesmo.
The aggressive behavior has been the subject of much attention, however, itcontinues to have a major impact, mainly in schools, which represents aprivileged means of intervention. The social information processing modelprovides better understanding of the human functioning at the level of socialbehavior. It has been particularly validated with regard to aggressivebehaviour .Research has shown that the intervention with aggressive youth,based on this model, is effective in modifying cognitive variables associatedwith this practice and, consequently, in reducing these behaviours. The aim ofthe present study is to evaluate the impact of an intervention program basedon the social information processing model, on cognitive variables, namely onthe attribution process (neutral and hostile), on emotional activation (anger,sadness and shame), on evaluation and determining behavioural responses(aggressive and assertive). The sample consisted of 69 teenagers fromvocational education, aged between 15 and 22 years old. Of the 4 chosenclasses, two were selected for the intervention group (n = 46) and two for thecontrol group (n = 23). The program, structured and ?, was applied during 13weeks, with weekly frequency and is composed by 4 modules:psychoeducation, cognitive restructuring, emotional management andbehavioural activation. The subjects of the study were evaluated in twoseparate occasions, one of pre- and one of post-intervention. The evaluationwas based on the Social Information Processing Scale in Adolescents (Vagos,Rijo & Santos, 2015). Mixed ANOVAS showed that there were no statisticallysignificant differences in the variables under study, except for the positiveevaluation of open aggression responses to open provocation and hostileattribution, in which there was a decrease in postintervention in both groups.The program does not seem to contribute to the change of cognitive variablesassociated with the processing of social information, however, it is essentialto take into account the inherent limitations of the study. In the future, theprogram should continue to be improved and studied, in order to obtain morerobust results and / or to consider a reformulation of the aforementionedprogram.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/85629
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
INESFIG_DEFINITIVA.pdf2.49 MBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 50

313
checked on Sep 29, 2020

Download(s) 50

275
checked on Sep 29, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons