Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/85487
Title: O impacto dos traços borderline na adolescência
Other Titles: The impact of borderline features in adolescence
Authors: Loureiro, Ana Mafalda de Vasconcelos
Orientador: Freitas, Paula Cristina Oliveira Castilho
Keywords: Traços borderline; Adolescentes; Propriedades psicométricas; Análise fatorial confirmatória; Borderline features; Adolescents; Psychometric properties; Confirmatory factorial analysis
Issue Date: 11-Oct-2018
Serial title, monograph or event: O impacto dos traços borderline na adolescência
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: A Perturbação Borderline da Personalidade (PBP) é uma perturbação severa com início na adolescência. De acordo com a literatura, atualmente já é possível realizar o diagnóstico da PBP antes dos 18 anos. No entanto, não existem muitas medidas desenvolvidas para avaliar traços borderline nesta etapa do desenvolvimento. Desta forma, o presente estudo pretendeu validar a escala Borderline Personality Features Scale for Children (BPFSC) para a população Portuguesa, realizar a análise psicométrica da BPFSC e explorar a sua estrutura fatorial.As propriedades psicométricas da escala foram analisadas numa amostra de 256 adolescentes, do terceiro ciclo e secundário, com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos. Foi passada uma bateria de instrumentos de autorresposta que mediram os traços Borderline; depressão, ansiedade e stress; autocompaixão, medos da compaixão e ligação aos outros. A estrutura fatorial foi ao encontro da encontrada no estudo original, apresentando uma estrutura unifatorial. Realizou-se uma análise confirmatória, em que os resultados demonstraram bons índices de ajustamento. A BPFSC mostrou ainda uma boa consistência interna e validade convergente. Análises de correlação mostraram que adolescentes com mais traços borderline manifestam níveis maiores de depressão, ansiedade e stress, bem como mais medos de compaixão e menos ligação aos outros. Análises de regressão revelaram que os traços borderline, os medos afiliativos e dificuldades na ligação aos outros se constituem como um preditor signifcaitivo da ansiedade e depressão.No geral, os resultados mostram que a BPFCS parece ser uma medida de autorresposta fidedigna para a avaliação dos traços borderline na adolescência. Desta forma, o uso desta medida pode ser relevante na avaliação precoce dos adolescentes, bem como na investigação.
Borderline Personality Disorder (BPD) is a severe disorder with onset in adolescence. According to the literature, it is now possible to perform the BPD diagnosis before the age of 18 years. However, there aren’t many measures to assess Borderline features at this desenvolvimental stage. Consequently, this study aim was to validate the Portuguese version of the Borderline Personality Features Scale for Children (BPFSC), analyse the psychometric properties of BPFSC and explore its factorial structure.The psychometric properties of the scale were analyzed in a sample of 256 adolescents, from 9th grade to high school, aged between 14 and 18 years. A battery of self-response instruments was distributed measuring the Borderline features; depression, anxiety and stress; self-compassion, fears of compassion, and connection to others. The unidimensional factor structure of the BPFSC found in the original study was replicated. A confirmatory factor analysis was performed, in which the results showed good fit indexes. BPFSC also showed good reliability and criterion validity. Correlational analysis shows that adolescents with more borderline features manifest higher levels of depression, anxiety, and stress, as well as more fears of compassion and less connection to others. Regression analysis reveled that borderline features, fears of affiliation and difficulties in connecting and getting close to others are significant predictors of anxiety and depressive symptoms.Overall, the results show that BPFCS appears to be a reliable self-response measure for the evaluation of borderline features in adolescence. Thus, this measure scale may be relevant in the early evaluation of adolescents and in research.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: https://hdl.handle.net/10316/85487
Rights: closedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado
UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
TESE_final_mafaldaLoureiro.pdf432.17 kBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 20

891
checked on May 21, 2024

Download(s) 50

352
checked on May 21, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons