Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/85344
Title: Dinâmicas de (Des)Integração no Desemprego
Other Titles: Dynamics of (Des)Integration on Unemployment
Authors: Paulo, Daniela Landeira Nabais do 
Orientador: Ferreira, Joaquim Armando Gomes Alves
Keywords: Saúde; Bem-estar; Desemprego; Identidade(s); Saúde Social; Health; Well-being; Unemployment; Identity(s); Social Health
Issue Date: 27-Feb-2018
Serial title, monograph or event: Dinâmicas de (Des)Integração no Desemprego
Place of publication or event: Faculdade de Psicologia de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Abstract: Compreender o impacto da privação involuntária de emprego na saúde dos adultos emergentes ou jovens adultos, mas também, e ao mesmo tempo, entender o desemprego como contexto de perda, vicissitude, adversidade ou transição, despoleta todo um cenário favorável à reflexão e introspecção. Cenário esse que faz emergir não apenas considerações comparativas a respeito do bem-estar pessoal, mas também valorizações humanas, pelo que permite de incursões – embora superficiais – à compreensão do que é afinal importante para perseguir a via da felicidade. A nossa passagem pelo tema aproximar-se-á de uma abordagem ao trabalho como meio para a concretização e conquista de direitos fundamentais (alimentação, habitação, cultura, convivência, ...), e ainda: estímulo, provisão, competências interrelacionais, inserção, pertença ou auto-estima. Por essa mesma via contribuindo em primeira instância para a promoção e preservação do bem-estar e da saúde em todos os seus domínios. A ausência de actividade profissional tendo repercussões negativas na saúde, pela activação do processo inverso de deterioração desses mesmos direitos.Neste enquadramento procurou extrair-se de oito entrevistas semi-dirigidas, realizadas entre 2013 e 2014, conteúdos narrativos ricos, baseados em auto-avaliações e auto-análises. Foi-se ao encontro das experiências de desemprego de média e longa duração de alguns jovens adultos com inserção prévia no mercado laboral, e que se movimentam essencialmente entre áreas geográficas a norte e centro litoral.Numa perspectiva sistémico-ecológica, inerentemente integradora, procede-se à leitura da amostra em termos de factores protectores e de vulnerabilidade (numa adaptação inspirada no quadro analítico proposto e aplicado por Pedro Araújo, 2007, 2009). Arrisca-se num balanço em termos de perdas e ganhos, numa tentativa de incursão pelos cenários e significados da mudança. Complementarmente, procura averiguar-se nas convergências e divergências das percepções individuais de desemprego e desempregado, as suas consequências como crise pessoal e de identidade.Permitiu-nos ainda, o material, verificar a existência de pontos de contacto entre as narrativas pessoais, que elucidam o lugar, a relevância, o papel, ou os significados do emprego, e esboçam caminhos para uma revisão da postura vigorante.Ficará lançado um modesto contributo para justificar a necessidade da edificação de um novo paradigma laboral e ocupacional afecto às sociedades contemporâneas, talvez principiando-se pela revisão da hierarquização e importância relativa das necessidades humanas fundamentais. Procura-se, por fim, sugerir linhas renovadas para a intervenção, quer individual, quer social, que vão de encontro às necessidades emergentes criadas pelos contextos de um país em transição instrumental e talvez ideológica.
Understanding the impact of involuntary deprivation of employment on the health of emerging adults or young adults, as the main theme, but also, and at the same time, unemployment as a context of loss, vicissitude, adversity or transition, triggers a favourable scenario of reflection and introspection. Such scenario brings forth not only comparative considerations regarding personal well-being, but also human valorisations, allowing for incursions – though superficial – through the understanding of what is ultimately important for pursuing the path of happiness.We will approach employment as a means of achieving fundamental rights (feeding, housing, culture, coexistence, ...), and: stimulus, provision, interrelational skills, insertion, belonging or self-esteem. In this way contributing, in first place, to the promotion and preservation of health and well-being in all of its domains. The absence of professional practice having negative repercussions on health, by stimulating the reverse process of deterioration of these same rights.With this agenda, we seek to extract rich narrative contents based on self-evaluation and self-analysis, from eight semi-directed interviews, conducted between 2013 and 2014. We sought to find average and long-term unemployment experiences of some young adults with previous insertion in the labour market, and who move essentially between geographical areas in the north and coastal centre.In an inherently integrating systemic-ecological perspective, the sample is read in terms of protective factors and vulnerability (in an adaptation inspired by the analytical framework proposed and applied by Pedro Araújo, 2007, 2009). By trying to balance losses and gains, we attempt at researching through the scenarios and meanings of change. In addition, we seek to investigate the convergences and divergences of the individual perceptions of unemployment and unemployed, along with their consequences as a personal and identity crisis.Furthermore, the material allowed us to verify the existence of connections between personal narratives, which elucidate the place, relevance, role, or the meanings of employment, and outline ways for revising the prevailing stance.A modest contribution will be projected to justify the need for building a new labour and occupational paradigm for contemporary societies, perhaps commencing with the revision of the hierarchisation and the relative significance of fundamental human needs.Finally, renewed lines for intervention are suggested, both individually and socially, that meet the needs emerging from the circumstances of a country in instrumental and perhaps ideological transition.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/85344
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Monografia_DanielaPaulo_2018_rev.pdf6.29 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

320
checked on Apr 1, 2020

Download(s)

310
checked on Apr 1, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons