Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/84216
Title: Estudos Psicométricos da Escala de Adição ao Facebook de Bergen (BFAS) numa Amostra de Jovens Adultos
Other Titles: Bergen Facebook Addiction Scale (BFAS) Psychometric Studies in a Sample of Emerging Adults
Authors: Veiga, Gustavo Filipe Ferreira da 
Orientador: Sotero, Luciana Maria Lopes
Keywords: Adição Comportamental; Redes Sociais; Facebook;; Bergen Facebook Addiction Scale (BFAS); Estudos Psicométricos; Behavioral Addiction; Social Network; Facebook; Bergen Facebook Addiction Scale (BFAS); Psychometric studies
Issue Date: 21-Jul-2017
Serial title, monograph or event: Estudos Psicométricos da Escala de Adição ao Facebook de Bergen (BFAS) numa Amostra de Jovens Adultos
Place of publication or event: FPCE-UC
Abstract: Alicerçada no Modelo de Componentes da Adição, a Bergen Facebook Adiction Scale (BFAS) é um instrumento com larga aceitação internacional para a avaliação da adição ao Facebook. Esta investigação teve como objetivo examinar as suas propriedades psicométricas, através da análise da precisão e da validade numa amostra de adultos emergentes portugueses (18 a 29 anos) e caracterizar os sujeitos com maior nível de adição ao Facebook. Após o processo de tradução, a precisão foi avaliada com recurso à análise da consistência interna (α de Cronbach = 0.85) e à estabilidade temporal (r=.94). A validade de constructo confirmou a unidimensionalidade da escala original e a validade convergente demonstrou a associação entre a adição ao Facebook e a Preferência pela Comunicação Online e Auto-regulação Deficiente, avaliadas pela Escala do Uso Generalizado Problemático da Internet 2. Com base no critério proposto pelos autores originais, foi selecionado um subgrupo com maiores pontuações na BFAS, sobre o qual é realizada uma análise descritiva.Alicerçada no Modelo de Componentes da Adição, a Bergen Facebook Adiction Scale (BFAS) é um instrumento com larga aceitação internacional para a avaliação da adição ao Facebook. Esta investigação teve como objetivo examinar as suas propriedades psicométricas, através da análise da precisão e da validade numa amostra de adultos emergentes portugueses (18 a 29 anos) e caracterizar os sujeitos com maior nível de adição ao Facebook. Após o processo de tradução, a precisão foi avaliada com recurso à análise da consistência interna (α de Cronbach = 0.85) e à estabilidade temporal (r=.94). A validade de constructo confirmou a unidimensionalidade da escala original e a validade convergente demonstrou a associação entre a adição ao Facebook e a Preferência pela Comunicação Online e Auto-regulação Deficiente, avaliadas pela Escala do Uso Generalizado Problemático da Internet 2. Com base no critério proposto pelos autores originais, foi selecionado um subgrupo com maiores pontuações na BFAS, sobre o qual é realizada uma análise descritiva.Alicerçada no Modelo de Componentes da Adição, a Bergen Facebook Adiction Scale (BFAS) é um instrumento com larga aceitação internacional para a avaliação da adição ao Facebook. Esta investigação teve como objetivo examinar as suas propriedades psicométricas, através da análise da precisão e da validade numa amostra de adultos emergentes portugueses (18 a 29 anos) e caracterizar os sujeitos com maior nível de adição ao Facebook. Após o processo de tradução, a precisão foi avaliada com recurso à análise da consistência interna (α de Cronbach = 0.85) e à estabilidade temporal (r=.94). A validade de constructo confirmou a unidimensionalidade da escala original e a validade convergente demonstrou a associação entre a adição ao Facebook e a Preferência pela Comunicação Online e Auto-regulação Deficiente, avaliadas pela Escala do Uso Generalizado Problemático da Internet 2. Com base no critério proposto pelos autores originais, foi selecionado um subgrupo com maiores pontuações na BFAS, sobre o qual é realizada uma análise descritiva.
Grounded on the Components Model of Addiction, the Bergen Facebook Addiction Scale (BFAS) is a widely used instrument to assess Facebook addiction. The present study aimed to evaluate its psychometric properties, through the analysis of reliability and validity in a Portuguese sample of emerging adults (ages 18 to 29 years). After the initial translation, internal consistency was scrutinized by the Cronbach alpha (α = 0.85) and the stability measured by the test-retest (r=.94). The construct validity was obtained by confirmation of the original one factor solution and the correlation between Facebook addiction and Preference for Online Social Interaction and Deficient Self-Regulation warranted convergent validity. Following the proposal of the original authors, a subset of individuals with greater scores on BFAS was scrutinized.rounded on the Components Model of Addiction, the Bergen Facebook Addiction Scale (BFAS) is a widely used instrument to assess Facebook addiction. The present study aimed to evaluate its psychometric properties, through the analysis of reliability and validity in a Portuguese sample of emerging adults (ages 18 to 29 years). After the initial translation, internal consistency was scrutinized by the Cronbach alpha (α = 0.85) and the stability measured by the test-retest (r=.94). The construct validity was obtained by confirmation of the original one factor solution and the correlation between Facebook addiction and Preference for Online Social Interaction and Deficient Self-Regulation warranted convergent validity. Following the proposal of the original authors, a subset of individuals with greater scores on BFAS was scrutinized.rounded on the Components Model of Addiction, the Bergen Facebook Addiction Scale (BFAS) is a widely used instrument to assess Facebook addiction. The present study aimed to evaluate its psychometric properties, through the analysis of reliability and validity in a Portuguese sample of emerging adults (ages 18 to 29 years). After the initial translation, internal consistency was scrutinized by the Cronbach alpha (α = 0.85) and the stability measured by the test-retest (r=.94). The construct validity was obtained by confirmation of the original one factor solution and the correlation between Facebook addiction and Preference for Online Social Interaction and Deficient Self-Regulation warranted convergent validity. Following the proposal of the original authors, a subset of individuals with greater scores on BFAS was scrutinized.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Psicologia apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/84216
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
TeseBFAS.pdf451.95 kBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 50

521
checked on Nov 28, 2022

Download(s) 50

349
checked on Nov 28, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons