Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/83167
Title: Testing the effect of native biodiversity and natural biotic resistance on grape losses.
Other Titles: Testar o efeito da biodiversidade nativa na resitencia biótica natural na perda de uvas.
Authors: Nereu, Mauro Guilherme Pereira 
Orientador: Ramos, Jaime Albino
Heleno, Ruben Huttel
Keywords: Resistência biótica; controlo biológico; biodiversidade natural; vinhas; pragas das uvas; Biotic resistance; biological control; natural biodiversity; vineyards; grape pests
Issue Date: 13-Jul-2017
Serial title, monograph or event: Testing the effect of native biodiversity and natural biotic resistance on grape losses.
Place of publication or event: Departamento de Ciências da Vida
Abstract: As práticas agrícolas modernas têm vindo a afetar a biodiversidade das zonas agrícolas e os serviços dos ecossistemas que estas áreas fornecem. Um dos serviços que tem vindo a ser mais afetado é o da resistência biológica a possíveis pragas.A produção de vinho é um tipo de agricultura muito praticada no mundo e que em Portugal tem uma enorme importância histórica e económica. Mas este tipo de agricultura está sujeito a um grande número de pragas que afetam a produção, o que leva os produtores a usar uma grande quantidade de pesticidas para combater essas pragas, afetando assim a biodiversidade que habita e usa as vinhas para alimentação.Neste estudo, que decorreu em seis vinhas na região demarcada da Bairrada, analisamos as perdas em quatro castas (Touriga, Baga, Arinto e Chardonnay) causadas por insetos, aves e fungos. Avaliamos se existe uma preferência por alguma casta ou cor (branca e tinta) das uvas. As comunidades de aves e insetos foram identificadas e divididas por grupo funcional (praga, neutra ou auxiliar), para comparar com as perdas e perceber se as comunidades locais por si só tem uma capacidade de controlo das pragas (Hipótese da resistência biótica). Pretendeu-se também estudar se o efeito de orla influencia as perdas de uvas.No estudo foi registado um baixo número de perdas, mas verificámos que os insetos têm mais preferência pela casta Baga e Chardonnay. Observamos que a cor das castas não influenciou as perdas tanto por aves como por insetos. Em relação aos fungos registámos uma preferência pela casta Baga. A maioria das aves e insetos observados nas vinhas são considerados pragas, o que sugere um baixo potencial para efetuarem uma efetiva resistência biológica neste ecossistema agrícola. Apesar de a relação da orla com as perdas não ter sido significativa verificou-se um maior número de perdas nos primeiros 100 metros a contar da orla.Futuros estudos serão necessários para avaliar melhor o papel da biodiversidade local nas vinhas. Para avaliar melhor a hipótese da resistência biótica seria importante efetuar amostragem numa vinha onde não sejam utilizados pesticidas – nomeadamente numa exploração de vinho biológico.
The agricultural practices strongly influence the biodiversity of agricultural areas, and the ecological services that these ecosystems provide. One of the services that have been most affected is the biological resistance to pests.Wine production is a common type of agriculture throughout the world, and it has a strong historical and economic importance for certain countries such as Portugal. But this type of agriculture is subject a high number of pests that affect the production, and farmers use pesticides to combat these pests, thus affecting the biodiversity that inhabits and uses the vineyards for food. This study took place in the Bairrada region in Central Portugal. We used six vineyards to assess the losses caused by fungi, birds and insects in four castes (Touriga, Baga, Arinto and Chardonnay), and evaluated whether pests have a preference for any caste or color (white and red). Bird and insect communities were studied and divided into functional guilds (pest, neutral or auxiliary), to compare with grape losses and assess if these natural communities hold a potential to naturally control wine pests (biotic resistance hypothesis). The edge effect in grape losses was also evaluated. We recorded a small proportion of grape losses, but we verified that insects had a preference for the Baga and Chardonnay castes. We observed that color did not influence the birds and insect’s losses. In relation to the fungi losses, we registered a preference for the caste Baga. Most insects and birds observed in vineyards were pests, which entails a low level of biological control in this agricultural ecosystem. Although the relation between the edge and grape losses was not significant, there were more losses in the first 100 meters from the edge.Further studies will be necessaries to fully evaluate the role of local biodiversity in vineyards. To better evaluate the biotic resistance hypothesis it would be necessary to sample an organic vineyard, i.e. without the use of the pesticides.
Description: Dissertação de Mestrado em Ecologia apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/83167
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Final.pdf5.23 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

452
checked on Aug 11, 2020

Download(s) 50

410
checked on Aug 11, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons