Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/82701
Title: Reconstrução Maxilar com Aloenxertos Ósseos em bloco e membranas de L-PRF
Other Titles: Maxillary Reconstruction using Allogenic Bone Blocks and L-PRF membranes
Authors: Lopes, Michel Fernandes 
Orientador: Pereira, Eugénio Miguel de Melo Azemel Zeferino
Matos, Sérgio Miguel Andrade
Keywords: aloenxerto fresco-congelado; membranas L-PRF; blocos ósseos alógenos; blocos ósseos corticoesponjosos; técnica onlay; defeitos ósseos maxilares; crista ilíaca; L-PRF membranes; fresh-frozen allograft; allogeneic bone blocks; corticocancellous bone blocks; onlay technique; maxillary bone defects; iliac crest
Issue Date: 18-Jul-2018
Serial title, monograph or event: Reconstrução Maxilar com Aloenxertos Ósseos em bloco e membranas de L-PRF
Place of publication or event: Departamento de Medicina Dentária, Faculdade de Medicina, Universidade de Coimbra
Abstract: Introduction: Implant-supported rehabilitation requires the existence of sufficient bone volume. The phenomenon of edentulous areas’ resorption may compromise the insertion of endosseous dental implants and disadvantage the biomechanics of prosthetic rehabilitation. In cases of decreased bone volume, reconstruction of maxillary bone defects is a crucial success factor in the patient's oral rehabilitation. Aim: This study aims to verify the applicability and efficacy of bone allografts in the reconstruction of horizontal maxillary bone defects using the onlay grafting technique, through a systematic review and the accomplishment of a clinical case. Additionally, it is intended to investigate if there are advantages for this technique when using L-PRF membranes covering the bone blocks. Method: A PICOT question was defined: "In patients with horizontal maxillary bone defects, what is the efficacy of the use of fresh-frozen bone allografts by the onlay block apposition technique associated with L-PRF membranes compared to other grafting materials, alone or associated with barrier membranes, in a period of time of at least 5 months? ", followed by an electronic search in the primary databases (PubMed, Embase and EBSCO) with the keywords: "horizontal augmentation", "bone block allograft", "Fresh-frozen bone blocks", "allogenic bone block grafting", "onlay grafting", "platelet rich fibrin", "barrier membrane", "bone allograft", "dentistry", "dental", with the help of "AND" and "OR" Boolean connectors. MeSH terms were applied when possible. The search criteria included Systematic Reviews, available summary, published after the year of 2000, in English or Portuguese. A clinical case was performed to demonstrate the applicability of allogenic bone blocks with the onlay technique and the application of L-PRF membranes in the reconstruction of the premaxilla with horizontal bone defects. Results: Four systematic reviews were included in this review. The parameters evaluated were bone block survival, horizontal bone gain, bone block resorption pattern, postoperative complications rate and radiographic and histological analyzes. The clinical case allowed to describe the surgical technique and to verify a considerable horizontal bone gain of 4.9mm, with insignificant resorption rate of the bone blocks and postoperative complications. There was good healing of soft tissues that covered the blocks. Discussion: According to the literature, bone allografts appear to present similar results to bone autografts, known as the gold standard, without the complications associated with graft collection site. Regarding radiological and histological parameters, despite the limited information available, bone allografts seem to provide good results in the healing of bone blocks. In the clinical case, the use of L-PRF membranes in the first surgical phase seems to have contributed to the fact that there were no early exposures of the blocks during follow-up. Conclusion: Procedures of horizontal volume increase, using bone allografts, are considered an adequate alternative for the reconstruction of atrophic maxillae, allowing adequate stability of dental implants, followed by fixed prosthetic rehabilitations. The association of L-PRF membranes seems to contribute to a favorable initial soft tissue healing, which may promote the predictability of the regenerative technique.
Introdução: A reabilitação implanto-suportada requer a existência suficiente de volume ósseo. O fenómeno de reabsorção das áreas edêntulas pode comprometer a instalação dos implantes dentários e desfavorecer a biomecânica da reabilitação protética. Em casos de diminuição de volume ósseo, a reconstrução dos defeitos ósseos é um fator crucial de sucesso na reabilitação oral do paciente. Objetivo: Este trabalho pretende verificar a aplicabilidade e a eficácia dos aloenxertos ósseos, na reconstrução de defeitos ósseos maxilares horizontais mediante a técnica onlay grafting, através de uma revisão sistematizada e da realização de um caso clínico. Adicionalmente, pretende-se averiguar a vantagem ao utilizar membranas de L-PRF no recobrimento dos blocos ósseos. Metodologia: Foi definida uma questão PICOT: “Em pacientes com defeitos ósseos maxilares horizontais, qual é a eficácia da utilização de aloenxertos ósseos frescos-congelados pela técnica aposicional com blocos onlay, associados a membranas de L-PRF, comparativamente a outros materiais de enxerto ósseo em bloco isolados ou com membranas de barreira, num período de pelo menos 5 meses?”, seguida de uma pesquisa eletrónica nas bases de dados primárias (PubMed, Embase e EBSCO) com as palavras-chave: “horizontal augmentation”, “bone block allograft”, “fresh-frozen bone blocks”, “allogenic bone block grafting”, “onlay grafting”, “platelet rich fibrin”, “barrier membrane”, “bone allograft”, “dentistry” e “dental”, com o auxílio dos conetores booleanos “AND” e “OR”. Os termos MeSH foram aplicados quando possível. Os critérios de pesquisa incluíram Revisões Sistemáticas, com resumo disponível, publicados após o ano de 2000, em inglês ou português. Efetuou-se um caso clínico para demonstrar a aplicabilidade de blocos ósseos alógenos com técnica onlay e membranas de L-PRF na reconstrução pré-maxilar com defeitos ósseos horizontais. Resultados: Quatro revisões sistemáticas foram incluídas nesta revisão. Os parâmetros avaliados foram a sobrevivência dos blocos ósseos, ganho ósseo horizontal, padrão de reabsorção dos blocos ósseos, complicações pós-operatórias e avaliações radiográficas. O caso clínico permitiu descrever a técnica cirúrgica e verificar um ganho ósseo horizontal considerável de 4,9mm, com uma taxa de reabsorção dos blocos ósseos e complicações pós-operatórias insignificantes. Verificou-se boa cicatrização dos tecidos moles que recobriram os blocos. Discussão: De acordo com a literatura, os aloenxertos ósseos parecem apresentar resultados semelhantes aos autoenxertos ósseos, preconizados como gold-standard, sem as complicações associadas à colheita dos enxertos. Em relação aos parâmetros radiológicos e histológicos, apesar da limitada informação disponível, os aloenxertos ósseos em bloco parecem fornecer bons resultados na cicatrização óssea. No caso clínico, a utilização das membranas de L-PRF na primeira fase cirúrgica parece ter contribuído para o facto de não se terem verificado exposições precoces dos blocos, durante o follow-up. Conclusão: Os procedimentos de aumento de volume horizontal realizados utilizando aloenxertos ósseos são considerados uma alternativa viável e adequada para a reconstrução de defeitos ósseos maxilares, permitindo estabilidade adequada dos implantes dentários, seguidos de reabilitações protéticas fixas. No caso clínico a associação de membranas de L-PRF parece contribuir para uma cicatrização inicial dos tecidos moles favorável, podendo promover a previsibilidade da técnica regenerativa.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina
URI: https://hdl.handle.net/10316/82701
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE FINALÍSSIMO ENVIAR.pdf2.54 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

718
checked on Feb 20, 2024

Download(s) 20

1,612
checked on Feb 20, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons