Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81944
Title: Exercício Físico e Depressão nos Idosos
Other Titles: Exercise and Depression in Elderly
Authors: Guedes, Pedro Crispim de Sousa 
Orientador: Mateus, José Eduardo Granada
Verissimo, Manuel Teixeira Marques
Keywords: Exercício; Atividade física; Depressão; Idoso; Exercise; Physical activity; Depression; Elderly
Issue Date: 19-May-2017
Serial title, monograph or event: Exercício Físico e Depressão nos Idosos
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: A Depressão é um dos distúrbios mentais mais comuns ente os idosos, mas os medicamentos antidepressivos são inadequados ou mal tolerados nesta população. O tratamento eficaz é uma prioridade importante em saúde pública, para o qual o exercício físico tem sido proposto como estratégia terapêutica. Este artigo de revisão teve como objetivo determinar a eficácia do exercício físico como terapêutica alternativa sobre a depressão em idosos com sintomas depressivos clinicamente significativos. A pesquisa bibliográfica foi realizada através da consulta da base de dados da Pubmed nos últimos 10 anos. Foram incluídos apenas estudos com idade da amostra ≥ 60 anos. O exercício físico mostrou ser uma opção terapêutica eficaz para o tratamento da depressão ligeira a moderada e para redução dos sintomas depressivos nos idosos, mesmo quando não cumprem os critérios para depressão major. Todos os tipos de exercício físico, com uma grande variedade de frequência e intensidade, podem ser eficazes em reduzir os sintomas depressivos. O exercício físico regular desempenha um papel protetor na incidência de distúrbios depressivos em idosos. Os muitos benefícios para a saúde incluem melhoria na vitalidade, na aptidão física, no bem-estar psicológico e na qualidade de vida. O aumento da produção de fatores neurotróficos como o fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) também tem sido indicado como um dos potenciais mecanismos de ação do exercício na depressão, particularmente por causa dos seus efeitos na neuroplasticidade. Futuros ensaios clínicos randomizados e meta-análises devem continuar a avaliar os efeitos a longo prazo do exercício físico.
Depression is one of the most common mental disorders in elderly, but antidepressant medications are inadequate or poorly tolerated in this population. Effective treatment is a salient public health priority, for which exercise has been proposed as a therapeutic strategy. This review article aimed to determine the efficacy of exercise as an alternative therapy on depression among elderly with clinically significant depressive symptoms. A literature search was conducted by consulting the Pubmed database in the last 10 years. Only studies with samples age ≥ 60 years were included. Exercise has been shown to be an effective therapeutic option for treating mild to moderate depression and for reducing depressive symptoms in the elderly, even when they do not fulfill the criteria for major depression. All types of exercise, with a wide variety of frequency and intensity, can be effective for reducing depressive symptoms. Regular physical exercise plays a protective role in the incidence of depressive disorders in the elderly. The many health benefits include improved vitality, improved physical fitness, improved psychological well-being and improved quality of life. The increased production of neurotrophic factors such as brain-derived neurotrophic factor (BDNF) has also been indicated as one of the potential mechanisms of action of exercise in depression, particularly because of its effects on neuroplasticity. Future randomized control trials and meta-analyses should continue to evaluate the long-term effects of exercise.
Description: Trabalho de Projeto do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/81944
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Exercício Físico e Depressão nos Idosos - PedroGuedes.pdf964.16 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

568
checked on May 26, 2020

Download(s) 50

543
checked on May 26, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons