Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/81854
Title: Leukocyte and platelet-rich fibrin in the regeneration of periodontal infrabony defects
Other Titles: Fibrina rica em plaquetas e leucócitos na regeneração de defeitos periodontais infraósseos
Authors: Monteiro, Ana Margarida de Lima Alegre 
Orientador: Matos, Sérgio Miguel Andrade
Rolo, Tony Assunção
Keywords: PRF; L-PRF; concentrados plaquetares; defeitos infraósseos; regeneração periodontal; PRF; L-PRF; platelet concentrates; infrabony defects; periodontal regeneration
Issue Date: 24-Jul-2017
Serial title, monograph or event: Leukocyte and platelet-rich fibrin in the regeneration of periodontal infrabony defects
Place of publication or event: FMUC
Abstract: Introdução: O crescente conhecimento na área da Periodontologia levou ao desenvolvimento de várias técnicas regenerativas, mas também ao reavivar do uso de concentrados plaquetários no tratamento de defeitos periodontais infraósseos. Objetivos: Esta revisão sistemática pretende perceber se a abordagem com fibrina rica em plaquetas e leucócitos (L-PRF) melhora os resultados clínicos e radiológicos, se promove uma melhor qualidade de vida pós-operatória ao paciente e, também, qual o estado da arte relativo à sua aplicação. Metodologia: Foi definida uma questão PICOT, "Em pacientes com defeitos periodontais profundos, qual a eficácia da aplicação de L-PRF, isolado ou em combinação com outros biomateriais, na regeneração de defeitos periodontais, comparativamente à cirurgia de acesso, após um período de cicatrização mínimo de 6 meses?", seguida de uma pesquisa eletrónica nas bases de dados primárias (PubMed e Cochrane) com as palavras-chave: “platelet rich plasma”, “platelet rich fibrin”, “plasma rich growth factors”, “periodontal defect”, “infrabony”, “intrabony”, “bone regeneration” e “periodontal regeneration”; com os conectores boooleanos “AND” e “OR”. Sempre que possível, foram usados termos MeSH. Os critérios de pesquisa incluíam Meta-Análises, Revisões Sistemáticas e Ensaios Clínicos Randomizados, com o resumo disponível, em humanos, publicados nos últimos 10 anos, em inglês ou português. Foi feita uma série de casos clínicos para demonstrar a aplicabilidade do L-PRF na regeneração minimamente invasiva de defeitos infraósseos com bolsas profundas. Resultados: Sete revisões sistemáticas foram incluídas nesta revisão sistemática. Os parâmetros avaliados foram a redução da profundidade de sondagem, o ganho de inserção clínica e o preenchimento ósseo, em mm e em %. A série de casos clínicos, embora sem follow-up aos seis meses, permitiu verificar a ausência de sintomas pós-operatórios (como a dor ou o edema). Discussão: Em relação aos parâmetros clínicos (redução da profundidade de sondagem e ganho de inserção clínica), o PRF parece fornecer em resultados melhores que outros concentrados plaquetários autólogos (APCs). No que respeita aos parâmetros radiológicos (preenchimento ósseo), ainda que com informação limitada, o PRF parece fornecer melhores resultados que outros APCs, como o plasma rico em plaquetas. Os resultados centrados no paciente não estão devidamente analisados nos estudos incluídos, mas a pouca informação existente sugere que o PRF proporciona uma recuperação pós-operatória melhor. Embora tenha algum grau de fiabilidade, a evidência científica existente relacionada com L-PRF ainda necessita de ser melhorada no futuro. Conclusão: Tendo em conta as limitações desta revisão, é possível concluir que a evidência científica existente demonstra uma melhoria dos parâmetros clínicos quando o L-PRF é utilizado. Ainda assim, são necessários mais ensaios clínicos randomizados multi-centro com qualidade e validade científica para provar a dimensão da eficácia desta técnica.
Introduction: The increasing knowledge in the Periodontology field lead to the development of several new regenerative techniques, but also to the revival of the use of platelet concentrates in the regeneration of infrabony defects. Objective: This systematic review aims to understand if the leukocyte and platelet-rich fibrin (L-PRF) approach improve clinical and radiological outcomes of infrabony defects, and if it promotes a better postoperative quality of life of the patient, but also what is the state of art regarding its clinical application. Methodology: A PICOT based question was elaborated “In patients with periodontal infrabony defects, what is the efficacy of L-PRF alone or in combination with other biomaterials in periodontal regeneration, comparatively to open flap debridement, after at least 6 months of healing?”. An electronic literature research was performed in PubMed database and Cochrane Library with the keywords: “platelet rich plasma”, “platelet rich fibrin”, “plasma rich growth factors”, “periodontal defect”, “infrabony”, “intrabony”, “bone regeneration” and “periodontal regeneration”; and the Boolean connectors “AND” and “OR”. The MeSH Terms were applied when possible. As filter criteria, the type of articles included were Meta-Analysis, Systematic Reviews and Randomized Controlled Trial, with abstract text availability, in humans, published in the last 10 years, in English or Portuguese language. A cases series was made to demonstrate the applicability of L-PRF in the minimally invasive regeneration of deep infrabony defects with deep pockets. Results: Seven systematic reviews were included in this systematic review. The analyzed variables were probing pocket depth reduction, clinical attachment level gain and bone fill (in millimeters and in percentage). The cases series, although without follow-up at six months, suggest an improvement in patient’s quality of life, since no postoperative symptoms (such as pain and swelling) were reported. Discussion: Regarding the clinical parameters (pocket depth reduction and clinical attachment level gain), PRF seems to provide better outcomes than other autologous platelet concentrates (APCs). Concerning radiologic parameters (bone fill), although with limited information, PRF still seems to give better outcomes than other APCs, such as platelet-rich plasma. The patient center outcomes are not properly assessed across the studies included, but the scarce information available suggests that PRF provides a better post-operatory recovery Although with a certain degree of reliability, the existing scientific evidence regarding L-PRF still need to be improved in the future. Conclusions: Within the limitations of this study, it can be concluded that the literature demonstrated a statistically significant improvement when L-PRF is applied. Nonetheless, more multicenter randomized clinical trials with quality and scientific validity are needed to prove the dimension of the effectiveness of this technique.
Description: Trabalho de Projeto do Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina
URI: https://hdl.handle.net/10316/81854
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
Show full item record

Page view(s) 50

484
checked on May 22, 2024

Download(s) 50

664
checked on May 22, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons