Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81850
Title: Importância da Oscilometria de Impulso na Avaliação de Doentes Asmáticos
Other Titles: Importance of Impulse Oscillometry in the Evaluation of Asthmatic Patients
Authors: Martins, Emanuel Duarte Santos Almeida 
Orientador: Silva, Cláudia Catarina Ferreira Chaves Loureiro Barbosa e
Keywords: Asma/diagnóstico; Oscilometria/métodos; Pletismografia Total; Testes de Função Respiratória; Broncodilatadores/uso terapêutico; Asthma/diagnosis; Oscillometry/methods; Plethysmography, Whole Body; Lung Function Tests; Bronchodilator Agents/therapeutic use
Issue Date: 10-Apr-2017
Serial title, monograph or event: Importância da Oscilometria de Impulso na Avaliação de Doentes Asmáticos
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: Resumo Introdução: A oscilometria de impulso (IOS) é uma técnica de avaliação da função pulmonar que permite, sem esforço por parte do doente, determinar a resistência e a reactância das pequenas e grandes vias aéreas em doentes asmáticos. Apesar de ser acessível, a sua vantagem diagnóstica relativamente às restantes provas de função respiratória permanece por esclarecer. Objetivos: Esclarecer a utilidade da IOS enquanto técnica complementar à espirometria e pletismografia na avaliação do asmático, nomeadamente na identificação de alterações funcionais; na avaliação da resposta broncodilatadora com salbutamol e no estudo das pequenas vias aéreas dos asmáticos com e sem insuflação pulmonar. Material e Métodos: Trinta e três doentes asmáticos foram submetidos a espirometria, pletismografia e IOS em estado basal e após realização de prova de broncodilatação com salbutamol segundo os critérios da ATS/ERS. Foram descritos os parâmetros funcionais respiratórios da população, procuradas correlações entre as os parâmetros estudados, avaliada a resposta broncodilatadora por IOS e estudadas as pequenas vias aéreas em doentes com insuflação pulmonar. Resultados: Foram encontradas correlações significativas de força moderada entre a R5 basal e a capacidade vital forçada (CVF), volume expiratório máximo no 1º segundo (VEMS), volume residual (VR) e resistência total (Rtot) medida por pletismografia. Na comparação entre doentes com prova de broncodilatação positiva (alteração de 12% e 200ml do VEMS) e negativa, a R5 basal e a sua alteração após broncodilatação foram significativamente maiores nos doentes com prova de broncodilatação positiva, facto que não se verificou para a R20 basal. Os doentes com insuflação pulmonar (VR superior a 120%) apresentaram uma R5 basal significativamente superior e uma maior alteração após broncodilatação da X5, relativamente aos doentes não insuflados. Na identificação de alteração de parâmetros funcionais respiratórios, a IOS foi a técnica que mais frequentemente identificou alteração em estudos considerados normais pelas outras técnicas. Conclusão: No nosso estudo, a avaliação dos parâmetros funcionais pela IOS mostrou ser útil na deteção de resposta à broncodilatação com salbutamol em doentes asmáticos, bem como na identificação de alterações em doentes com insuflação pulmonar, podendo ser uma técnica de utilidade complementar à espirometria no estudo de adultos asmáticos com hiperinsuflação pulmonar.
Abstract Background: Impulse Oscillometry (IOS) is a pulmonary function test that allows, without patient effort, determination of small and large airway resistance and reactance in asthmatic patients. Although it’s good accessibility, it’s diagnostic advantage relatively to the classic pulmonary function tests remains unclear. Objectives: Clarify the usefulness of IOS as a complementary technique to spirometry and plethysmography in the evaluation of the asthmatic patient, with focus on identifying lung function changes; in the evaluation of the bronchodilation response with salbutamol; and in the study of the small airways in asthmatic patients with and without pulmonary hyperinflation. Methods: Thirty-three asthmatic patients underwent a spirometry, plethysmography and IOS tests in baseline conditions and after reversibility testing with salbumatol according to ATS/ERS criteria. The populations lung function measurements were described, were searched significant correlations between the studied parameters of the three techniques, the bronchodilation response was evaluated and the small airways were studied in patients with pulmonary hyperinflation. Results: Were found significant correlations with moderate strength between baseline R5 and forced vital capacity (FVC), forced expiratory volume in the first second (FEV1), residual volume (RV) and total resistance (Rtot) measured through plethysmography. In the comparison between baseline R5 and R20 in patients with positive reversibility testing (a change greater or equal that 12% and 200ml in FEV1) and patients with negative reversibility testing, baseline R5 and its post-bronchodilation change were significantly greater in patients with positive reversibility testing, although this was not seen with baseline R20. Patients with pulmonary hyperinflation (RV greater or equal than 120%) had a significantly greater baseline R5 and greater post-bronchodilation change in X5 than patients without hyperinflation. In the assessment of changed parameters, IOS was the technique that most frequently identified changes when the other techniques were considered normal. Conclusions: In our study, the evaluation of functional parameters by IOS demonstrated the ability to detect bronchodilation response as well as pulmonary hyperinflation in asthmatic patients, therefore IOS could be a complementary technique to spirometry in the study of asthmatic patients with pulmonary hyperinflation.
Description: Trabalho de Projeto do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/81850
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Mestrado - Emanuel Santos Martins.pdf1.13 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

452
checked on Feb 26, 2020

Download(s) 50

400
checked on Feb 26, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons