Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/81433
Title: Prevalência de fatores de risco de doenças cardiovasculares em colaboradores de uma empresa petrolífera na cidade do huambo – AngolaH
Other Titles: PREVALENCE OF CARDIOVASCULAR DISEASES RISK FACTORS AMONG WORKERS OF AN OIL COMPANY IN HUAMBO CITY - ANGOLA
Authors: Chaves, Josias Justino Cambinja 
Orientador: Ferreira, António Jorge Correia Gouveia
Keywords: Doença Cardiovascular; Fatores de Risco; Empresa Petrolífera; Huambo - Angola; Cardiovascular Disease; Risk Factors; Oil Company; Huambo - Angola
Issue Date: 26-Sep-2017
Serial title, monograph or event: PREVALÊNCIA DE FATORES DE RISCO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM COLABORADORES DE UMA EMPRESA PETROLÍFERA NA CIDADE DO HUAMBO – ANGOLA
Place of publication or event: Centro Médico Girassol - Huambo - Angola
Abstract: As Doenças Cardiovasculares (DCV) são a causa número um da mortalidade global: mais pessoas morrem anualmente de DCV do que qualquer outra causa. Pessoas com doenças cardiovasculares ou que apresentam um alto risco cardiovascular necessitam de deteção precoce e de forma apropriada serem aconselhadas e eventualmente medicadas. Muitos países Africanos ainda não implementam programas de prevenção e controle de hipertensão à população em grande escala, mesmo em pessoas com um altíssimo risco de complicações cardiovasculares.Tendo em conta a elevada prevalência de doenças cardiovasculares, a escassez de estudos realizados em empresas angolanas, assim como a possibilidade de intervenção nos fatores de risco no ambiente de trabalho, optou-se por realizar esta pesquisa, com objetivo de analisar os dados referentes a um rastreio realizado aos colaboradores de uma empresa petrolífera na cidade do Huambo, e de acordo com os resultados, propor o desenvolvimento de ações de prevenção e promoção da saúde. Dos 139 trabalhadores que participaram no estudo 39 (28,1%) eram mulheres e 100 (71,9%) eram homens com uma média de idade de 44,82 ± 9,63 anos (95% IC:43,2 – 46,35). Os resultados encontrados demostram uma alta prevalência de diferentes fatores de risco: Hipertensão Arterial 49,26%, Hiperglicemia 9,3%, excesso de peso 38%, obesidade 25,2%, perímetro abdominal 27,3% (15,8% mulheres e 11,5% homens), Inatividade física 74,1% (22,3% mulheres e 51,8% homens), consumo de bebidas alcoólicas 53,2% (1,8% mulheres e 42,4% homens), cigarro 10% apenas em trabalhadores do género masculino.Conclui-se que existe uma alta prevalência de fatores de risco cardiovascular entre os trabalhadores e uma necessidade urgente de implementar programas de saúde ocupacional para melhorar a promoção da saúde e prevenção de doenças, o diagnóstico e o tratamento adequado às necessidades de cada trabalhador acometido pelos diferentes fatores de risco.
Cardiovascular Diseases (CVD) are the number one cause of overall mortality: more people die of CVD each year than any other cause. People with cardiovascular disease or those with a high cardiovascular risk require early detection, appropriate advice and eventual medication. Many African countries have not yet implemented programs for the prevention and control of hypertension in a large-scale to population, even in people at high risk for cardiovascular complications.Considering the high prevalence of cardiovascular diseases, the scarcity of studies carried out in Angolan companies, as well as the possibility of intervention in the risk factors in the work environment, we chose to carry out this research, in order to analyze the data referring to a screening carried out on the employees of an oil company in the city of Huambo, and according to the results, propose the development of preventive and health promotion actions.Of the 139 workers who participated in the study 39 (28.1%) were women and 100 (71.9%) were men with a mean age of 44.82 ± 9.63 years (95% CI: 43.2-46.35). The results showed a high prevalence of the different risk factors: Hypertension 49.26%, Hyperglycemia 9.3%, overweight 38%, obesity 25.2%, abdominal perimeter 27.3% (15.8% women and 11.5% men), physical inactivity 74.1% (22.3% women and 51.8% men), alcohol consumption 53.2% (1.8% women and 42.4% men), cigarette smoking 10% in male workers only.It is concluded that there is a high prevalence of cardiovascular risk factors among workers and an urgent need to implement occupational health programs to improve health promotion and disease prevention, diagnosis and appropriate treatment to the needs of each worker affected by different risk factors.
Description: Dissertação de Mestrado em Saúde Ocupacional apresentada à Faculdade de Medicina
URI: https://hdl.handle.net/10316/81433
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 20

831
checked on Apr 9, 2024

Download(s) 20

3,290
checked on Apr 9, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons