Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81411
Title: Influência e contributo da revista Banquete para o ressurgimento da Cozinha Portuguesa - O papel pioneiro de Maria Emília Cancella de Abreu
Other Titles: Influency and contribution of Banquete magazine for the resurgence of Portuguese Cuisine
Authors: Iken, Maria de Fátima Santos Pires Lopes Dias 
Orientador: Soares, Carmen Isabel Leal
Keywords: Identidade, Gastronomia Portuguesa, anos 60, História da Alimentação; Gastronomia Portuguesa; Anos 60; História da Alimentação; Identity, Portuguese Gastronomy, Sixtes, Food History; Portuguese Gastronomy; Sixties; Food History
Issue Date: 18-Oct-2017
Serial title, monograph or event: Influência e contributo da revista Banquete para o ressurgimento da Cozinha Portuguesa - O papel pioneiro de Maria Emília Cancella de Abreu
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A intervenção da revista Banquete na construção da história da gastronomia portuguesa é o tema central desta dissertação. Pretendemos comprovar o decisivo papel político e empírico da revista no ressurgimento da cozinha portuguesa, na década de 60, através do papel interventivo da sua diretora, Maria Emília Cancella de Abreu. A construção de um processo de ênfase identitária da cozinha portuguesa revela-se nos constantes apelos à sua prática e na divulgação de receitas tradicionais, coligidas pela revista ou recolhidas através das suas leitoras, bem como nos editoriais que condenam o menosprezo pela nossa cozinha, incitando não só ao seu reconhecimento político e civil, como à sua prática. Surgida no contexto político do Estado Novo, numa fase de grandes mudanças sociais e económicas em Portugal, numa altura de aparecimento da classe média, de desenvolvimento do turismo, da TV e da paulatina libertação da mulher, a revista dá conta de que a cozinha portuguesa se desvanecia frente à prática da cozinha francesa, então muito comum em Portugal como padrão da “boa cozinha”.Foi a Banquete a primeira publicação da década de 1960 a contrariar este cenário, despoletando, assim, o renascimento do nacionalismo aplicado à cozinha e reabilitando a culinária portuguesa, depois de um interregno de 24 anos, desde a publicação de Culinária Portuguesa, de António Maria de Oliveira Bello.A intervenção da revista Banquete na construção da história da gastronomia portuguesa é o tema central desta dissertação. Pretendemos comprovar o decisivo papel político e empírico da revista no ressurgimento da cozinha portuguesa, na década de 60, através do papel interventivo da sua diretora, Maria Emília Cancella de Abreu. A construção de um processo de ênfase identitária da cozinha portuguesa revela-se nos constantes apelos à sua prática e na divulgação de receitas tradicionais, coligidas pela revista ou recolhidas através das suas leitoras, bem como nos editoriais que condenam o menosprezo pela nossa cozinha, incitando não só ao seu reconhecimento político e civil, como à sua prática. Surgida no contexto político do Estado Novo, numa fase de grandes mudanças sociais e económicas em Portugal, numa altura de aparecimento da classe média, de desenvolvimento do turismo, da TV e da paulatina libertação da mulher, a revista dá conta de que a cozinha portuguesa se desvanecia frente à prática da cozinha francesa, então muito comum em Portugal como padrão da “boa cozinha”.Foi a Banquete a primeira publicação da década de 1960 a contrariar este cenário, despoletando, assim, o renascimento do nacionalismo aplicado à cozinha e reabilitando a culinária portuguesa, depois de um interregno de 24 anos, desde a publicação de Culinária Portuguesa, de António Maria de Oliveira Bello.
The importance of the Banquete magazine in the edification of portuguese gastronomy its one of the leit motivs of this dissertation. We intend to proove the important role and achivment of the magazine at the resurgence of portuguese cuisine in the 60’s trough the incitment to its political and civil recognition by the magazine director and mentor, Maria Emília Cancella de Abreu, and by its practice trough the editorial line up at Banquete.The edification of a identity process of emphasis of portuguese cuisine reveals itself at the constant appeals to its practice and dissemination of traditional recipes not only collected by the magazine but also by its readers as well i the constants editorials that condemned the contempt of portuguese cuisine.Appearing at a great social and economical change at Portugal, at the Estado Novo political context, at a time when middle class was emerging, the development of tourism, TV and the gradual liberation of women, portuguese cuisine was fading in the face of usual practice of french cuisine. It would be Banquete, the first publication in the decade of 1960 to counter this degradation scenario, struggling to put portuguese gastronomy in the top place that belonged to him and led to the renaissance of nationalism applied to the kitchen, rehabilitating Portuguese cuisine after an interregnum of 24 years since the publication of Portuguese Cuisine by António Maria de Oliveira Bello.The importance of the Banquete magazine in the edification of portuguese gastronomy its one of the leit motivs of this dissertation. We intend to proove the important role and achivment of the magazine at the resurgence of portuguese cuisine in the 60’s trough the incitment to its political and civil recognition by the magazine director and mentor, Maria Emília Cancella de Abreu, and by its practice trough the editorial line up at Banquete.The edification of a identity process of emphasis of portuguese cuisine reveals itself at the constant appeals to its practice and dissemination of traditional recipes not only collected by the magazine but also by its readers as well i the constants editorials that condemned the contempt of portuguese cuisine.Appearing at a great social and economical change at Portugal, at the Estado Novo political context, at a time when middle class was emerging, the development of tourism, TV and the gradual liberation of women, portuguese cuisine was fading in the face of usual practice of french cuisine. It would be Banquete, the first publication in the decade of 1960 to counter this degradation scenario, struggling to put portuguese gastronomy in the top place that belonged to him and led to the renaissance of nationalism applied to the kitchen, rehabilitating Portuguese cuisine after an interregnum of 24 years since the publication of Portuguese Cuisine by António Maria de Oliveira Bello.
Description: Dissertação de Mestrado em Alimentação: Fontes, Cultura e Sociedade apresentada à Faculdade de Letras
URI: http://hdl.handle.net/10316/81411
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
dissertação_formatada.pdf4.9 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 50

441
checked on Nov 14, 2019

Download(s) 50

341
checked on Nov 14, 2019

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons