Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/81410
Title: A perceção do risco ocupacional em enfermeiros e assistentes operacionais dos serviços de ortopedia de um hospital central
Other Titles: THE PERCEPTION OF RISKOCCUPATIONAL IN NURSES ANDOPERATING ASSISTANTSONE ORTHOPEDIC SERVICESCENTRAL HOSPITAL
Authors: Cadima, Pedro Paulo Ferreira 
Orientador: Ferreira, António Jorge Correia Gouveia
Keywords: Riscos ocupacionais; Acidentes de trabalho; Enfermagem; Fatores de risco; Occupational risks; Industrial accidents; Nursing; Risk Factors
Issue Date: 27-Feb-2017
Serial title, monograph or event: A PERCEÇÃO DO RISCO OCUPACIONAL EM ENFERMEIROS E ASSISTENTES OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS DE ORTOPEDIA DE UM HOSPITAL CENTRAL
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
Abstract: Os profissionais de saúde, nomeadamente os Enfermeiros e os Assistentes Operacionais que foram eleitos para o nosso estudo, estão expostos a um considerável número de riscos laborais onde se podem elencar os fatores químicos, físicos, mecânicos, biológicos, ergonómicos e psicossociais, os quais podem originar doenças ocupacionais e acidentes de trabalho. A nível hospitalar é cada vez mais comum ouvir falar-se em acidentes de trabalho e doenças relacionadas com o trabalho, e não alheio a esta problemática são referenciados os enfermeiros e os assistentes operacionais como a população mais vulnerável a riscos ocupacionais, fruto da presença constante junto dos doentes e das práticas deontológicas subjacentes (salientamos aqui o manuseio de material de risco como os perfuro cortantes, equipamentos, soluções, etc.). Deste modo julgamos ser de grande importância o estudo relacionado com este tema, fazendo a identificação dos riscos e ações no sentido de minimizá-los, uma vez que a sua ocorrência gera transtornos pessoais, familiares, prejuízos às unidades hospitalares, e gastos a vários setores do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Com base nestas premissas, foi objetivo central desta tese de mestrado contribuir para o estudo da temática “A perceção do risco ocupacional em enfermeiros e assistentes operacionais dos serviços de ortopedia de um hospital central”. Foi utilizado como método de colheita de dados um questionário. A população estudada é constituída pelo conjunto de profissionais de saúde (nas categorias de enfermeiro e de assistente operacional) de todos os serviços de ortopedia do hospital em questão. A população total tem por dimensão 167 sujeitos dos quais responderam 85. Notamos que, apesar da recolha de dados não ser realizada aleatoriamente, a amostra final pode ser considerada aproximadamente aleatória. Tal advém do facto de estarmos convictos que os sujeitos que não responderam ao questionário não o fizeram por questões de diversa ordem e que essas são questões que não estão relacionadas com os contexto e objetivo do trabalho, o que faz com que as respostas e conclusões deste estudo não se tornem enviesadas, como poderia acontecer num estudo baseado numa amostra não aleatória e dirigida. O questionário foi elaborado exclusivamente para a investigação em questão com o objetivo de fazer a caraterização sócio demográfica da amostra, a caraterização em contexto de trabalho, identificar e analisar fatores de risco inerentes ao desempenho das profissões nos serviços de ortopedia. Realizou-se uma revisão bibliográfica nas bases de dados PubMed, B-On, ScienceDirect e Scielo, cujo objetivo é identificar os riscos ocupacionais a que estão expostos os profissionais de Enfermagem e Assistentes Operacionais no contexto Hospitalar e os fatores relacionados aos mesmos. Na análise quantitativa, o processamento dos dados foi feito informaticamente utilizando-se o programa informático estatístico IBM® SPSS® Statistics, versão 23.O estudo realizado permitiu retirar algumas conclusões:- Os participantes do estudo foram os Enfermeiros e os Assistentes Operacionais dos Serviços de Ortopedia de um Hospital Central., população de 167 profissionais de saúde; participaram no estudo um total de 85 profissionais de saúde; - Em relação ao contexto de trabalho, notamos que a amostra é constituída por colaboradores dos serviços de Ortopedia do CHUC, dos quais 66 são Enfermeiros e 19 são Assistentes Operacionais;- Verifica-se através da análise, que a amostra é maioritariamente feminina, sendo que 65 dos inquiridos são do sexo feminino e 20 são do sexo masculino (trata-se, de facto, de duas profissões exercidas maioritariamente por mulheres);- Notamos, também, que a idade máxima observada foi de 60 anos e a idade mínima observada foi de 28 anos, incidindo a média em 43,44 anos;- Nota-se que os EPI existem e estão disponíveis para fazer face aos diversos tipos de riscos;- Quanto ao uso efetivo destes equipamentos de proteção individual, apenas observámos correlação significativa com os riscos ergonómicos, demonstrando utilização assídua pelo trabalhador;- Curiosamente, constata-se que, apesar de tendencialmente os sujeitos mais expostos a riscos das diversas categorias afirmarem dispor de equipamentos de proteção, não notamos, pelo cruzamento das variáveis de risco e da variável de utilização de equipamento, que esses mesmos sujeitos os utilizem;Como medidas preconizadas no futuro e resultantes deste estudo, recomenda-se a formação em serviço em relação a fatores de risco (biológicos, químicos, físicos, psicossociais e ergonómicos). Sugere-se a implementação de ações mais específicas de estruturas organizativas inseridas na instituição como por exemplo, o Serviço de Formação e o Serviço de Saúde Ocupacional, responsáveis pela divulgação e formação destes funcionários, consciencializando-os para as boas práticas, prevenindo e minimizando as situações de risco de forma a tornar o ambiente hospitalar mais seguro.
Health professionals, including nurses and operational assistants who were elected to our study, are exposed to a number of occupational hazards where there can be listed chemical factors, physical, mechanical, biological, ergonomic and psychosocial risks, which can lead to occupational diseases and accidents at work. At hospital level, it is increasingly common to hear about work-related accidents and work-related illnesses, and no stranger to this problem is that nurses and operational assistants are most vulnerable to occupational hazards, due to the constant presence of several risks and practices (handling needs, sharp equipment, chemical solutions, etc). Thus, we believe to be of great importance this study related to the topic, making the identification of risks and actions to mitigate them, since their occurrence generates personal disorders, family members, damage to hospitals, and spent several sectors National Health Service (NHS) On this basis, it was the central objective of this master’s thesis to contribute to the study of the theme "The perception of occupational risk in nurses and operating assistants of orthopedic services from a central hospital." The study participants were nurses and operating assistants of orthopedic services from a central hospital (probabilistic sample of 167 health professionals). A questionnaire was used as a data collection method. The population studied consisted on a group of health professionals (in the categories of nurses and operational assistants) of all orthopedic services of the hospital in question. The total population had a size of 167 subjects, of whom 85 have responded. We note that, although the data collection is not randomly performed, the final sample can be considered as being approximately random. This is due to the fact that we are convinced that the subjects who did not respond to the questionnaire did not do it for several different reasons and that these are issues that are not related to the context and purpose of the work, which means that the answers and conclusions of this question study, do not become skewed, as could happen in a study based on a non-random and directed sample.The questionnaire was designed exclusively for the research in question in order to make the socio-demographic characteristics of the sample, the characterization in the workplace, identify and analyze risk factors inherent in the performance of professions in orthopedic services. We conducted a literature review in the databases PubMed, B-On, ScienceDirect, and Scielo, to identify occupational hazards of nurses and operational assistants in hospital context and related factors to thereof. The quantitative analysis data processing was performed with statistical software program SPSS IBM® Statistics, Version 23. The study allowed to draw some conclusions:- The study participants were the Nurses and Operating Assistants of the Orthopedic Services of a Central Hospital; population of 167 health professionals. A total of 85 health professionals participated in the study; - Regarding the work context, we noticed that the sample is made up of employees of the CHUC Orthopedics services, of which 66 are Nurses and 19 are Operational Assistants;- The sample is mostly female, with 65 of the respondents being female and 20 being male (these are in fact two professions practiced mainly by women);- We also observed that the maximum age observed was 60 years and the minimum age observed was 28 years, with a mean of 43.44 years;- It is noted that Individual protection equipment (IPE) exists and is available to address the various types of risks;- Regarding the effective use of these personal protective equipment, only significant correlation with the ergonomic risks was observed, demonstrating regular use by the worker;- It is interesting to note that in spite of the fact that the subjects most exposed to the risks of the various categories claim to have protective equipment, we do not observe that these same subjects use them by crossing the risk variables and the variable of equipment use; In-service training is recommended for risk factors (biological, chemical, physical, psychosocial and ergonomic).It is suggested to implement more specific measures and actions of organizational structures inserted in the institution such as CHEI and SHST, responsible for the dissemination and training of these employees, making them aware of good practices, preventing and minimizing risk situations in a way to make the hospital environment safer.
Description: Dissertação de Mestrado em Saúde Ocupacional apresentada à Faculdade de Medicina
URI: https://hdl.handle.net/10316/81410
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
revisão Dissertação Pedro Cadima 31 janeiro 2017.pdf5.77 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

528
checked on Apr 9, 2024

Download(s) 50

396
checked on Apr 9, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons