Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81239
Title: Intoxicação medicamentosa : caracterização dos casos mortais
Authors: Augusto, Sandra Sofia Dias 
Orientador: Mendonça, Maria Cristina
Keywords: Intoxicação; Medicamentos; Morte; Suicídio
Issue Date: Mar-2010
Keywords: Intoxicação; Medicamentos; Morte; Suicídio
Issue Date: Mar-2010
Abstract: Introdução: Com o acentuado avanço da ciência e tecnologia, os medicamentos transformaram-se numa importante mercadoria mundial e embora sejam formulados sob critérios de protecção e segurança, convive-se com o risco, por vezes fatal, do seu uso inadequado. O grande número de produtos farmacêuticos disponíveis no mercado e a facilidade de obtenção de medicamentos que deveriam ser submetidos a um controlo especial, constituem um grande problema de saúde pública. Apesar dos vários alertas, estes compostos ainda são responsáveis por grande número de mortes por intoxicação em Portugal. Assim, é de grande importância, o conhecimento dos casos mortais associados às intoxicações medicamentosas, fornecendo uma linha de orientação de interesse no âmbito da saúde pública. Objectivos: Caracterização dos casos mortais de vítimas de intoxicação, nomeadamente a etiologia médico-legal, fármaco envolvido, via de absorção, caracterização clínica e características da vítima. Metodologia: Revisão de todos os casos de morte por intoxicação por medicamentos nos anos de 2004, 2005, 2006, 2007 e 2008, consultando a base de dados do Instituto Nacional de Medicina Legal – Delegação Centro, apoiada em consulta de bibliografia relevante sobre o tema. Resultados: Nos cincos anos analisados, registaram-se 18 casos de morte devido a intoxicação medicamentosa. Em todos eles a via de absorção foi a via oral e foram, na maioria dos casos, considerados de etiologia suicida (12 /18) e do tipo complexa (10 /18), envolvendo mais do que um fármaco. As idades das vítimas variaram entre os 20 e os 69 anos de idade. Em relação ao género, a incidência foi semelhante em ambos os sexos (M:F = 9:9). O grupo dos solteiros representou o maior número de casos (10 /18; 56%). O grupo farmacológico mais utilizado foi o grupo dos antipsicóticos (8 / 22; 36%), seguido pelas benzodiazepinas (6 / 22; 27%), antidepressores (6 /22; 27%) e, por último, pelos anti-epilépticos (1 / 22; 5%) e anti-infecciosos (1/ 22; 5%). Conclusões: Os dados recolhidos apenas se referem à região Centro do país, apesar disso, é possível constatar que o uso de medicamentos para fins suicidas ainda é frequente e representa uma importante causa de morbilidade e mortalidade a nível nacional. As vítimas que possuem patologia psiquiátrica, manifestam tentativas suicidas em maior proporção do que as vítimas sem antecedentes, e como tal, considero que é um factor desencadeante das intoxicações medicamentosas, sendo importante intervir nesse sentido
ABSTRACT: Introduction: With the remarkable progress of science and technology, pharmaceutical drugs became an important world commodity. Although they are being formulated by criteria for safety and security, we live with risk of its misuse, sometimes fatal. The largest number of pharmaceuticals available in the market and easy of drugs that should be subject to special control, are a major public health problem. However, despite several warnings, these compounds are still responsible for a large number of deaths in Portugal. It is, therefore, of great importance, the knowledge of fatalities associated with poisoning by these substances, providing a guideline of interest in public health. Objectives: Characterization of the mortal cases due to pharmaceutical drugs poisoning, particularly forensic etiology, toxic involved means of exposure, clinical aspects and characteristics of the victim. Methods: Revision of all cases of pharmaceutical drugs poisoning autopsied at the Centre Branch of the Portuguese National Institute of Legal Medicine, during 2004, 2005, 2006, 2007 and 2008, supported by consulting relevant literature on the subject. Results: In the five years analyzed, there were 18 cases of death due to pharmaceutical drugs poisoning. In all of them, the poisoning occurred by the ingestion of the pharmaceutical drugs, and all most of the cases were considered suicide etiology (12/18) and complex types (10/18), involving more than one pharmaceutical drugs. The ages of the victims ranged from 20 to 69 years old and in relation to gender, the incidence was similar in both sexes ( M:F= 9:9). Single accounted for the largest number of cases (10/18; 56%). The antipsychotic was responsible for the largest number of cases (8 / 22; 36%), followed by the benzodiazepines (6 / 22; 27%), antidepressants (6 / 22; 27%) and, finally, by antiepileptic (1 / 22; 5%) and anti-infectious (1/ 22; 5%). Conclusions: The data collected refer only to the central region of the country, nevertheless it can be seen that the use of pharmaceutical drugs for suicide is still frequent and it represents an important cause of mobility and mortality in our Country.Victims who have psychiatric disorders, suicide attempts reveal a greater proportion of victims with no history, and as such, I consider it a contributing factor of drug intoxication, it is important to remedy this situation.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área científica de Medicina Legal, apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/81239
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Med. Dentária - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
intoxicação mdicamentosa.pdf292.39 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

69
checked on Aug 14, 2019

Download(s) 50

155
checked on Aug 14, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.