Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/80923
Title: Factores de risco do cancro da próstata
Authors: Corceiro, Rita Margarida Rocha Matias Ferreira 
Orientador: Mota, Alfredo
Parada, Belmiro
Keywords: Neoplasias da próstata; Factores de risco
Issue Date: May-2010
Abstract: O cancro da próstata é a neoplasia não-cutânea mais frequentemente diagnosticada na maioria dos países ocidentais, sendo a segunda causa de morte por cancro em homens norte-americanos. O risco de desenvolver cancro da próstata é influenciado por múltiplos factores, que incluem a idade, os antecedentes familiares, factores hormonais, a dieta e a exposição ambiental a várias substâncias. A interacção destes factores é complexa e pouco conhecida. Tem havido um grande empenhamento a nível mundial na investigação da epidemiologia e de factores de risco para o cancro da próstata, com o propósito de se encontrarem possíveis alterações, em especial em aspectos relacionados com o estilo de vida, que permitam diminuir o risco de desenvolver a doença. Objectivos: O nosso objectivo é fazer uma revisão dos factores de risco controversos e não controversos do cancro da próstata e reflectir sobre possíveis estratégias que permitam evitá-los. Desenvolvimento: Há importantes factores de risco conhecidos que não são modificáveis, tais como a idade, a raça, a nacionalidade e os antecedentes familiares. No entanto, durante a última década, investiu-se muito na investigação de factores de risco modificáveis, como a dieta, a obesidade, o sedentarismo e outros. Conclusão: Embora sejam conhecidos alguns factores de risco do cancro da próstata, este conhecimento não se traduz facilmente em estratégias preventivas da doença. Alguns destes factores, como a idade, a raça, os antecedentes familiares e a nacionalidade, são impossíveis de modificar. Outros, tais como a ingestão de gordura alimentar saturada, o tabagismo, o sedentarismo, o consumo regular de bebidas alcoólicas e a obesidade são controversos, mas a sua eviccção tem outros grandes benefícios que a justificam, sendo a redução do risco de cancro da próstata, um benefício adicional. Concluindo, para reduzir o risco de cancro da próstata, podemos recomendar alterações no estilo de vida que consistam em evitar dietas hipercalóricas e hiperlipídicas, substituir o consumo de gorduras saturadas por monoinsaturadas, evitar o consumo pesado de bebidas alcoólicas; consumir maiores quantidades de frutos e vegetais, praticar no mínimo 30 minutos de exercício físico, 5 dias por semana, evitar as doenças sexualmente transmissíveis e, eventualmente, aconselhar suplementos com vitaminas D e E e selénio.
Background: Prostate cancer is currently the most noncutaneous cancer in occidental countries and the second leading cause of cancer death in men, in the United States. The risk of having prostate cancer is due to many factors including age, family history, hormonal factors, diet and environmental exposition to many substances. The interaction of these factors is complex and it`s not well known. Recently, there have been an increase in researching prostate cancer epidemiology and risk factors in order to find changes in lifestyle factors which can reduce the risk of having the desease. Objectives: Our aim is to review known and controversial risk factors for prostate cancer and to think about strategies to avoid them. Development: There are important known risk factors that we can not modify, such as age, race, nationality and family history. However, in the last decade scientists invested a lot in researching modifiable risk factors such as diet, obesity, physical activity, and others. Conclusions: Although some risk factors are well known, that knowledge doesn`t easily take us to strategies to prevent the disease. Some of these risk factors like age, race, nationality and family history are impossible to change. Others, like dietary fat intake, smoking, physical activity, alcohol intake and obesity are controversial, but if we avoid them, we will have other additional benefits. Finally, to reduce prostate cancer risk we can recommend lifestyle changes like avoiding hipercaloric and fat diets, replacing saturate fats by monounsaturated fats, avoiding alcohol intake, increasing dietary fruits and vegetables, practicing physical exercise for at least 30 minutes 5 days a week, avoiding sexual deseases. We can also suggest supplements with D and E vitamins and selenium.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área científica de Urologia, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/80923
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese final.pdf435.66 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

117
checked on Aug 12, 2020

Download(s) 50

386
checked on Aug 12, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.