Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/79417
Title: Ética em fim de vida
Authors: Aguiar, Teresa Beatriz Cordeiro Almeida 
Orientador: Verissimo, Manuel Teixeira Marques
Simões, José Augusto Rodrigues
Keywords: Ética; Eutanásia
Issue Date: Mar-2012
Abstract: A aplicação do progresso científico em Medicina teve como consequência o aumento da esperança média de vida. Ao indivíduo é oferecido mais tempo para viver, eternizando-se a sua doença e transformando-se a morte, inevitável, no “processo de morrer”. O que o ser humano se esquece é que nem tudo o que é cientificamente possível se afigura eticamente aceitável; atualmente a sociedade vê-se obrigada a lidar com a novidade que é o prolongar do fim de vida, sem saber que soluções dar aos principais problemas que afetam o indivíduo nesta fase. Um deles é certamente o medo da morte. Como tal, é desejo de muitos doentes ter controlo sobre ela, decidindo o momento e as circunstâncias específicas da sua ocorrência. É neste âmbito que surgem muitos pedidos de eutanásia/suicídio assistido, assim como o desejo da suspensão de terapêuticas que o doente considera fúteis por não trazerem nenhum benefício além do prolongar da vida. Deve o médico obedecer a estes pedidos como respeito pela autonomia da pessoa? Em que se diferenciam estas duas modalidades, que têm como consequência final o abreviar da existência? E quando o doente não é autónomo? A quem pertence a tomada de decisão terapêutica? Com este trabalho pretendeu-se rever a literatura mais recente respeitante a estas temáticas, abordando-se conceitos que auxiliem a sua clarificação e sistematizando-se ideias que sirvam de ajuda ao esclarecimento da comunidade científica e da população em geral. O objetivo é, então, lembrar a sociedade das suas responsabilidades para com o doente em fim de vida, promovendo-se a reflexão ética sobre os assuntos que mais o afetam na tentativa da chegada a um consenso, o qual é necessário para que se lhe possa proporcionar a melhor qualidade de vida possível, promovendo-se os sentimentos de tranquilidade e aceitação do processo de extinção
The application of scientific progress in Medicine has increased the average life expectancy. The individual is offered more time to live, making illness eternal and transforming death, an inevitable ending, into a “dying process”. What Humans tend to forget is that not everything that is scientifically possible is also ethically acceptable; today’s society is forced to handle with this new issue, which is extending people’s lifetime, without knowing what solutions to give to the main problems that affect the individual at this stage. One of them is certainly the fear of death. As a result, many patients wish to have control over it, deciding the moment and the specific circumstances of its occurrence. This explains the appearance of so many requests of euthanasia/assisted suicide, as well as the wish to suspend treatments that the patient considers to be useless, since they don’t have any other benefit apart from extending the patient’s life. Should the doctor respond to these requests as a form of respect for the person’s autonomy? What is supposed to be the difference between the two mentioned procedures, which have as a final consequence the shortening of a person’s existence? And what happens when the patient is not autonomous? Who is entitled to the power of making this therapeutic decision? This work aimed at reviewing the most recent literature concerning these topics, by approaching concepts that will help understand them more clearly, and by consolidating ideas that will contribute to clarify the scientific community as well as the population in general. Thus, the objective is to remind the society of its responsibilities towards the dying patients, promoting an ethical reflection about matters that are likely to affect them, and also trying to reach an agreement, which is necessary in order to provide patients with the best possible quality of life, promoting the feelings of tranquility and acceptation of the extinction process
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina àrea científica de Ética, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/79417
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
ÉTICA EM FIM DE VIDA - CAPA.doc59 kBMicrosoft WordView/Open
ÉTICA EM FIM DE VIDA.pdf531.27 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

195
checked on Feb 25, 2020

Download(s) 50

590
checked on Feb 25, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.