Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/779
Title: Sátira e lirismo : modelos de síntese no teatro de Gil Vicente
Authors: Bernardes, José Augusto Cardoso 
Keywords: Literatura Portuguesa; Vicente, Gil, 1465?-1537 -- teatro
Issue Date: 7-Dec-1995
Citation: BERNARDES, José Augusto Cardoso - Sátira e Lirismo: Modelos de síntese no Teatro de Gil Vicente. Coimbra, 1995.
Abstract: Considerado na sua variedade estilística e genológica, o teatro vicentino apoia-se basicamente em duas referências modais: a Sátira e o Lirismo. O autor da Dissertação citada em epígrafe pretende evidenciar os modelos que presidem à articulação desses dois modos, procedendo em primeiro lugar à reavaliação do problema da génese da obra de Gil Vicente e concluindo que ela se revela influenciada pela grande tradição do teatro europeu do final da Idade Média (pelo francês, sobretudo), dela recolhendo, desde logo, as grandes linhas satíricas e líricas que enformam géneros como a farsa, a sottie, a moralidade ou o mistério. Na Segunda Parte estuda-se a Sátira, tal como ela aparece configurada nos autos vicentinos, tanto em termos de conteúdo como no que respeita a aspectos técnico-formais. Adoptando uma perspectiva pragmático-semântica, analisam-se nomeadamente algumas ocorrências de diálogo e de monólogo e, numa perspectiva temática e estrutural, pondera-se o aproveitamento de alguns dos géneros que mais contribuiram para a representação satírica: A farsa e a sottie. Esta parte do trabalho termina com uma interpretação da sátira e do cómico vicentino, equacionando a pertinência de conceitos como «carnaval», «grotesco», «burlesco» e «cultura popular» à luz dos quadros europeus da época. Na Terceira Parte, procede-se ao estudo dos principais modelos do lirismo vicentino, considerados numa base textual e macro-textual. Focam-se, concretamente, algumas incidências do lirismo tradicional (conotativo, celebrativo e demonstrativo) e tentam reconstituir-se, num outro plano, os contornos de um modelo de lirismo de natureza virtual e de alcance modelar. Na Quarta Parte, por fim, procede-se a um exame dos principais modelos que subordinam a articulação entre Sátira e Lirismo: Do modelo contrastivo e sequencial, que se oferece ao leitor numa perspectiva paradigmática, ao modelo da síntese, cabalmente ilustrado no género de cúpula que é a moralidade.
Description: Tese de doutoramento em Letras (Literatura Portuguesa) apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/779
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Português - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,458
checked on Sep 17, 2019

Download(s) 50

166
checked on Sep 17, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.