Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/7536
Title: Na rota do império português : da formação da nacionalidade ao apogeu imperial Manuelino
Authors: Luís, Alexandre António da Costa 
Orientador: Santos, João Marinho dos
Keywords: História de Portugal -- séc. 11-15; Descobrimentos portugueses; Crise de 1383-1385 -- Portugal; Expansão portuguesa -- séc. 12-16; Descobrimentos portugueses -- séc. 12-16
Issue Date: 22-Jul-2008
Abstract: Sabendo que cada geração tende, habitualmente, a reescrever a história da sua comunidade, prestando particular atenção aos fenómenos estruturadores da identidade nacional, o objectivo fundamental da nossa dissertação centrou-se no estudo da formação do Império Português, revisitando, compreendendo e descrevendo o processo expansionista que lhe deu origem, até ao apogeu do rei de reis D. Manuel. Como é óbvio, procedeu-se principalmente ao diagnóstico e à explicação da época a partir da qual o referido processo passou a assumir uma essência imperial (esta situação inicia-se ainda durante o reinado de D. Afonso V, inaugurando os primeiros "batimentos cardíacos" do conjunto imperial), institucionalizando o Império (primeiro no recinto afro-atlântico e mais tarde, já no século XVI, no Índico e na costa da Terra da Vera Cruz). Esta construção plurioceânica e pluricontinental apresentou até uma auréola messiânica bastante visível na fase dourada manuelina, período que, como dissemos, serve de término ao presente trabalho. Por outro lado, visto que a expansão ultramarina não emergiu a partir do nada, optámos igualmente por tentar perceber que tipo de Reino constituía Portugal antes dos Descobrimentos, caracterizando-o preferencialmente ao nível das suas virtudes e fraquezas "existenciais", recuando inclusive ao tempo da sua emancipação do Império de Leão. Acrescente-se ainda que a abordagem aqui encetada ao tema da materialização da entidade imperial lusa exigiu, necessariamente, o levantamento e a análise de, pelo menos, alguns dos elementos nucleares (tecnoestrutura militar, informação, língua, entre outros aspectos) que compunham o respectivo modelo de organização hegemónica, conferindo-lhe, por exemplo, lógica e funcionalidade.
Description: Tese de doutoramento em História (História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa), apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/7536
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de História - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese ACL-Sumário e Introdução.pdf2.22 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

665
checked on Jan 15, 2020

Download(s) 20

626
checked on Jan 15, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.