Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/46953
Title: PROJET’AR-TE – Desafios para a mudança no Sistemas de Acolhimento: Resultados do programa de desenvolvimento de competências para a vida
Authors: Velho, Cristina 
Pinheiro, Maria do Rosário 
Palaio, Carla 
Santos, Laura 
Santos, Sónia 
Lopes, Liliana 
Keywords: Acolhimento residencial; Jovens em risco; Autonomia; Competências para a vida
Issue Date: Dec-2016
Project: Projet'Ar-te, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito do Programa Gulbenkian de Desenvolvimento Humano "Crianças e Jovens em Risco" 
Place of publication or event: Escola Superior de Educação de Viseu
Abstract: O Projet’Ar-te (projeto financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, Programa Crianças e Jovens em Risco, Jovens em Acolhimento Institucional, 2012-2015) apresenta como finalidade a promoção da autonomia, durante e após o acolhimento residencial das jovens. Este projeto integra um Programa de Desenvolvimento de Competências para a Vida que visa o desenvolvimento de competências de regulação emocional, pessoais e sociais. Este projeto procura potenciar os ganhos da intervenção de proteção e promoção durante o acolhimento, de forma a assegurar uma saída segura e facilitar a integração social das jovens. Participaram no estudo de eficácia deste programa 39 jovens, com idades compreendidas entre os 11 e os 19 anos (M=15.33; DP=1.797). Da metodologia de avaliação constou uma avaliação estandardizada pré e pós intervenção, com recurso ao Inventário Umbrella, à Escala de Autoestima de Toulouse e a uma avaliação específica de cada sessão, através do preenchimento de grelhas de observação e questionário de satisfação. Os resultados sugerem um incremento estatisticamente significativo das pontuações médias dos sujeitos de pré para pós-intervenção, nas subescalas dinheiro, estudo/trabalho e casa. Registando-se mudanças intraindividuais significativas em termos do aumento das competências em 74% das jovens relativamente à casa, 67% das jovens em estudos/trabalho e 72% das jovens relativamente ao dinheiro. Verificou-se também que a maioria das jovens apresenta um aumento da sua autoestima (F=-2,496; p=0.013). De uma maneira geral, verifica-se um aumento dos fatores protetores e promotores da autonomia, como é o caso da autoestima e competências para a vida e uma diminuição dos fatores de risco para a autonomia, como é o caso da autodepreciação.
URI: http://hdl.handle.net/10316/46953
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CINEICC - Artigos e Resumos em Livros de Actas

Files in This Item:
File Description SizeFormat
XIII_SPCE_2016_atas.pdf44.17 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

613
checked on Sep 17, 2020

Download(s) 50

209
checked on Sep 17, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.