Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43119
Title: Anorexia nervosa e alterações da função reprodutora
Authors: Afonso, Margarida Isabel Marques 
Orientador: Rodrigues, Dírcea
Carvalheiro, Manuela
Keywords: Anorexia nervosa; Anorexia nervosa; Amenorreia
Issue Date: Mar-2012
Abstract: A Anorexia Nervosa é um distúrbio do comportamento alimentar que regista, apesar das relativamente baixas taxas de prevalência, um interesse crescente nas sociedades ocidentais pela incidência crescente mas fundamentalmente pela potencial gravidade das complicações médicas, morbilidade e mortalidade. Afetando de forma particular adolescentes e adultos, especialmente jovens do sexo feminino, constitui uma patologia multifatorial, etiológica e fisiopatologicamente complexa, ainda pouco esclarecida, que encaixa num modelo bio-psico-social, em que fatores de predisposição genética são influenciados por fatores psicológicos e contexto social, com crescente relevância dada a aspetos neurobiológicos. Definida, segundo a classificação do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders IV, pela recusa em manter um peso corporal mínimo adequado à idade e sexo, pelo medo intenso em engordar e pela distorção da perceção da imagem corporal e, no sexo feminino, por amenorreia. A anorexia nervosa tem uma evolução clínica geralmente prolongada, caraterizada por alterações psicológicas endócrino-metabólicas multisistémicas, a maioria reversíveis após tratamento, com a exceção parcial da redução da densidade mineral óssea e défices cognitivos. A nível terapêutico recomenda-se uma abordagem multidisciplinar, com integração de psicoterapia (individual e familiar), estabilização médica, com o principal objetivo de normalização do peso corporal, e reabilitação nutricional. A amenorreia, uma das caraterísticas definidoras do distúrbio, é tradutora do comprometimento do eixo hipotálamo-hipófise-gonada em adaptação ao estado de desnutrição, cujos mecanismos subjacentes e a variabilidade individual verificada entre as doentes anoréticas, assim como as repercussões a longo prazo, estão ainda pouco esclarecidos. Com o tratamento a maioria das mulheres recuperaram a função menstrual, registando taxas de fertilidade normais, com prognóstico favorável. Contudo, de um modo geral, antecedentes de Anorexia Nervosa, ativa ou em remissão, associam-se a um aumento do risco de complicações materno-fetais. Além disto a disfunção menstrual associa-se a longo prazo a distúrbios do crescimento e desenvolvimento pubertário, alterações ósseas e cognitivas. Apesar dos resultados discordantes publicados, as recomendações de cuidados pré-natais intensivos e um acompanhamento pós-natal rigoroso, e para o tratamento pré-concecional são consensuais. Neste trabalho procura-se fazer uma avaliação sumária da literatura quanto à Anorexia Nervosa e às múltiplas complicações médicas envolvidas, incidindo de modo particular nos aspetos referentes à epidemiologia, fisiopatologia, evolução e outcome da disfunção menstrual nos doentes do sexo feminino.
Anorexia Nervosa is an eating disorder which, despite the relatively low prevalence rates, has an increasing interest in Western societies, because of the increasing incidence, but mainly because of the potential severity of its medical complications, morbidity and mortality. Affecting particularly adolescents and adults, specially females, it is a complex and multifactorial disease, etiologically and pathophysiologically poorly understood, which fits a bio-psycho-social model in which genetic predisposition is influenced by psychological factors and social context, with increasing relevance given to the neurobiological aspects. Defined, according to the Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders IV, as a refusal to maintain a minimum body weight adequate for age and sex, an intense fear of gaining weight, a distorted perception of body image, and, in females, by amenorrhea. Anorexia Nervosa usually has a prolonged clinical course characterized by multiple psychological and multisystemic endocrine-metabolic abnormalities, the majority reversible with treatment, with the partial exception of reduced bone density and cognitive deficits. At the therapeutic level is recommended a multidisciplinary approach, integrating psychotherapy (individual and familiar) and medical stabilization, with the ultimate goal of normalization of body weight and nutritional rehabilitation. Amenorrhea, one of the defining features of the disorder, translates the impairment of the hypothalamic-pituitary-gonadal axis in adaptation to the state of malnutrition, whose underlying mechanisms and individual variability observed among anorexic patients, as well as long-term consequences are still poorly clarified. With treatment most women recovered menstrual function, registering normal fertility rates, with a favorable prognosis. However, in general, a history of anorexia nervosa, active or in remission, are associated with an increased risk of maternal – fetal complications. In addition menstrual dysfunction is associated with long-term disturbances of growth and pubertal development, bone and cognitive abnormalities. Despite the conflicting results published, the recommendations of intensive prenatal care and rigorous postnatal follow-up, and pre-concepcional treatment are consensual. This paper seeks to make a summary assessment of the literature on the Anorexia Nervosa and the multiple medical complications involved, focusing particularly on aspects related to epidemiology, pathophysiology, clinical course and outcome of menstrual dysfunction in female patients.
Description: Trabalho final de mestrado integrado na área científica de Endocrinologia, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/43119
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Capa.pdf66.77 kBAdobe PDFView/Open
trabalho final MIM Margarida Afonso.pdf3.06 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

413
checked on Nov 23, 2021

Download(s) 10

2,167
checked on Nov 23, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.