Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/41361
Title: Espessura do músculo adutor do polegar como um novo método de avaliação : comparação com outros parâmetros de avaliação antropométrica
Authors: Pama, Julieta Maria Santos Duarte 
Orientador: Santos, Lèlita
Santos, Fernando
Keywords: Avaliação do risco nutricional, idoso; Espessura do músculo adutor do polegar
Issue Date: 2016
Abstract: Uma correta avaliação nutricional permite identificar o indivíduo em risco nutricional logo no momento de admissão e precocemente estabelecer programas de intervenção para o internamento. O objetivo deste trabalho foi comparar uma nova técnica com as técnicas antropométricas clássicas de avaliação nutricional para que as diferenças não invalidem a sua utilização numa população idosa. Metodologia: Estudo prospetivo transversal, tipo coorte, com uma amostra de conveniência recolhida em doentes internados na Unidade de Convalescença da Santa Casa da Misericórdia de Anadia (UC) e na Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia da Vila de Pereira (UCC). O período de recolha da amostra decorreu entre Junho e Dezembro de 2015 (sete meses). Foram realizadas avaliações do estado nutricional dos doentes na admissão e à data de alta (um mês). Nos internamentos mais prolongados procedeu-se também a uma avaliação intercalar após um mês de internamento, ou sempre que o plano individual de intervenção do utente se justificasse. Para avaliação do risco nutricional utilizou-se como critério o Índice de Massa Corporal (IMC), consideraram-se os valores de referência propostos pelos autores Ferry e Alix (em 2002) para a população idosa, já utilizados anteriormente nas duas Unidades de Internamento. Resultados e discussão: A amostra foi constituída por 56 doentes de ambos os géneros com mais de 65 anos e com um tempo de internamento igual ou superior a um mês. Desta amostra 35 doentes não fizeram e 21 fizeram reabilitação física. Na admissão, uma proporção consideravelmente baixa de doentes apresentava situação de desnutrição (13%), 23% apresentavam risco de desnutrição, 45% eram normoponderais e 20% apresentavam diagnóstico de obesidade. Em cada doente foi efetuada avaliação antropométrica (altura, peso, cálculo do IMC, pe- rímetro braquial, prega cutânea tricipital, perímetro muscular braquial e perímetro da cintura), avaliação por bioimpedância (massa livre de gordura, massa muscular, massa adiposa, metabolismo basal em repouso, índice de gordura visceral) e medida a espessura do músculo adutor do polegar (EMAP). Conclusão: A EMAP, um novo método de avaliação ainda não validado para a população portuguesa, demonstrou ser um instrumento confiável para avaliação do risco nutricional em idosos comparativamente com outros parâmetros de avaliação de massa magra. A medição da EMAP é simples, rápida, não invasiva e de baixo custo, exequível mesmo em doentes acamados.
An adequate nutritional evaluation makes it possible to identify the individual at nutritional risk right at the moment of admission as well as it allows us to define an early individual intervention plan aiming internment. The objective of this study was to compare a new method to the classical anthropometric nutritional screening tools so that the differences do not invalidate its use in the elderly. Methods: prospective cross-sectional cohort study, with a convenience sample coming from patients interned in Unidade de Convalescença da Santa Casa da Misericórdia de Anadia (UC) as well as in Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia da Vila de Pereira (UCC). The period throughout the sample was collected between June and December 2015(seven months). Nutritional risk screening took place not only at the admission time, but also at the discharge from those two Internment Units (one month). As far as longer internment periods were concerned, there was also a mid-term evaluation after one month internment or every time the individual intervention plan demanded it. In order to estimate nutritional risk based on Body Mass Index (BMI) we took as a reference the values proposed by the authors Ferry and Alix (in 2002) in the elderly. Those have already been used before in these two Internment Units. Results and discussion: the sample was composed of 56 patients of both genders, older than 65 years old and having an internment period equal to a month or longer than it. There were 35 patients from this sample who haven`t done physical rehabilitation and 21 who have done it. In patients`admission a considerable low rate of patients presented a undernutrition condition (13%), 23% presented risk of undernutrition, 45% were eutrophic and, finally, 20% showed obesity. Each patient was submitted to an anthropometric evaluation (height, weight arm circumference, triceps skinfold thickness, arm muscle circumference and waist circumference), bioimpedance (lean body mass, muscle mass, fat mass, basal metabolic rate, visceral fat rate) and adductor pollicis muscle thickness (APMT). Conclusion: APMT, a new nutritional screening tool that has not been validated yet in the portuguese population proved being a reliable instrument concerning the nutritional risk in elderly comparing to other anthropometric screening tools. APMT measurement is simple, fast, noninvasive, low cost and practical even if applied to bedridden patients.
Description: Dissertação de mestrado em Nutrição Clínica, apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/41361
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação de Mestrado em Nutrição Clinica_Julieta Duarte Pama.pdf4.77 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

305
checked on Nov 13, 2019

Download(s) 10

1,473
checked on Nov 13, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.