Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/40797
Title: miRNAs como biomarcadores e como estratégias de intervenção terapêutica na doença de Alzheimer
Authors: Marques, Ana Lúcia Carreira 
Orientador: Almeida, Luís Fernando Morgado Pereira
Keywords: MicroRNAs; Terapia; Biomarcadores; Doença de Alzheimer
Issue Date: Sep-2016
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A doença de Alzheimer (DA) é uma patologia neurodegenerativa complexa constituindo a causa mais comum de demência na população idosa. Com o aumento da esperança média de vida e com a inexistência de uma cura, prevê-se que esta patologia se torne cada vez mais prevalente. A DA constitui um problema de saúde relevante, com pesados encargos sociais e económicos em todo o mundo. Têm por isso sido realizados grandes esforços de modo a desenvolver não só uma terapêutica efetiva, mas também um diagnóstico capaz de identificar a patologia antes do início dos danos neurológicos irreversíveis. Os tratamentos atualmente disponíveis apenas conseguem melhorar os sintomas, contudo não atrasando a progressão da DA. Os miRNAs são RNAs curtos (~22 nucleótidos), não codificantes, que medeiam a regulação pós-transcricional através do silenciamento génico. A investigação recente revelou que uma expressão anormal de miRNAs específicos pode ter um papel crucial no processo patológico da DA. Nesta monografia são analisados e discutidos os conhecimentos da expressão e da atividade desses miRNAs que podem ser potenciais biomarcadores e auxiliar no desenvolvimento de novas terapêuticas na DA.
Alzheimer's disease (AD) is a complex neurodegenerative disorder and the most common cause of dementia in the elderly. With the increase in longevity and the absence of a cure it is expected to become more prevalent. AD has become not only a major health problem but also a heavy social and economic burden worldwide. Consequently, efforts have been made to develop not only an effective therapeutic, but also a diagnostic approach capable of identifying AD before the onset of irreversible neurological damage. The available therapeutic treatments can only improve the symptoms but do not delay the progression of AD. MicroRNAs are non-coding short (~22 nucleotides) RNAs that mediate posttranscriptional regulation through sequence-specific gene silencing. Recent research revealed that abnormal expression of specific miRNAs could have a crucial role in the pathological process of AD. In this monograph, some of the knowledge over the expression and activity of such miRNAs that may be potential biomarkers and aid in the development of novel therapeutics is discussed and analysed.
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade Estágio Curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/40797
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
M_Ana Lucia Marques.pdf2.87 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

681
checked on Dec 4, 2019

Download(s) 20

699
checked on Dec 4, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.