Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/40733
Title: Concussão cerebral no mundo do desporto : um olhar global
Authors: Cardoso, Rúben João Santos 
Orientador: Barbosa, Marcos Daniel de Brito da Silva
Keywords: Traumatismo crânio-encefálico; Desportos
Issue Date: Mar-2016
Abstract: Introdução: A concussão cerebral corresponde a cerca de 21,4% do total de traumatismos cranianos nos EUA, tendo ganho um mediatismo crescente junto da comunidade médica e da sociedade civil. A prática desportiva é fonte de grande parte dos números desta lesão. Objetivo: O intuito desta revisão bibliográfica é analisar o atual estado da arte, em torno da concussão cerebral, tentando abordar a multiplicidade de tópicos a ela associados, reunindo-os num só artigo, com o pressuposto de colmatar as dificuldades da dispersão de publicações científicas nesta área. Materiais e Métodos: Para a realização deste artigo, houve necessidade de recorrer a alguns critérios de inclusão como a data da publicação, o tipo de estudo, as condições em que este se realizou e o tema global do artigo. Desta forma, uma seleção de 120 referências bibliográficas foi realizada após leitura cuidada de títulos, abstracts e conclusões. Conclusões: A concussão cerebral é uma patologia preocupante e com grande impacto social (300.000 casos por ano, nos EUA), sendo mais frequente em desportos de equipa e de contacto, em crianças e adolescentes e com maior incidência em mulheres. A sua fisiopatologia é mais complexa do que a sua sintomatologia inicial faria prever, sendo que o esclarecimento da cascata neurometabólica e da sua relação com as alterações do fluxo sanguíneo cerebral, equilíbrio hidroeletrolítico, lesões do citoesqueleto e neuroinflamação tem permitido antecipar características nosológicas como a duração da recuperação, a gravidade da sintomatologia e potenciais efeitos a longo prazo. São sistemáticos os estudos que afirmam a necessidade de resolução sintomática completa antes do regresso pleno à atividade desportiva. Em caso de incumprimento, o risco de desenvolvimento de complicações aumenta, sendo os síndrome pós-concussional e síndrome de segundo impacto dois dos quadros preocupantes a considerar. De todas as complicações a longo prazo, a encefalopatia traumática crónica tem merecido especial destaque, sendo descrita há largos anos, como consequência de traumatismos associados ao desporto. De entre outras patologias com crescente associação a concussões repetidas destacam-se a doença de Alzheimer, Parkinson e esclerose lateral amiotrófica. Estudos recentes demonstraram que, em doentes com história de traumatismos cranianos repetidos, a mortalidade por doenças neurodegenerativas é superior à da população geral. Contudo, são necessários estudos longitudinais que permitam analisar metodicamente e com critério a influência real da concussão cerebral no despoletar precoce de doenças neurodegenerativas.
Background: Concussion accounts for approximately 21.4% of all head injuries in the US, winning an increasing mediatic attention from the medical community and civil society. Sport activity is accountable for a large number of these cases. Aim: The purpose of this literature review is to analyze the current state of the art of concussions, trying to address the multiplicity of topics associated with it, bringing them together in one article trying to fill in the gaps due to the scattering of scientific publications in this area. Methods: In order to write this article there was need for some inclusion criteria, such as date of publication, the kind of studies analyzed, the conditions under which they took place and the overall theme of the article. Thus, a selection of 120 references was made after a careful reading of titles, abstracts and conclusions. Conclusions: Concussion is a worrisome disease with great social impact (300,000 cases per year, in the US) and is common in team and contact sports, particularly in children and adolescents, with a higher incidence in women. Its pathophysiology is more complex than its initial symptoms would predict, and the clarification of the subjacent neurometabolic cascade and its relationship with changes in cerebral blood flow, electrolyte balance, cytoskeletal injury and neuroinflammation has allowed an early prognosis about the nosological characteristics such as length recovery, severity of symptoms and potential long-term effects. Almost every study insists in the need to complete symptomatic resolution before the full return to sporting activity. Failure to do so increases the risk of complications and the postconcussion syndrome and second impact syndrome are two of the most worrying frames to consider. Of all of the long-term complications, chronic traumatic encephalopathy has deserved special attention, being described for many years, as a result of injuries associated with sports. Among other conditions associated with repeated concussions stand out 4 Alzheimer's disease, Parkinson's disease and amyotrophic lateral sclerosis. Recent studies have shown that, in patients with an history of repeated head injuries, mortality from neurodegenerative diseases is higher than that registered for the general population. However, longitudinal studies are needed to allow a methodic and judicious determination of the real influence of concussion in early onset of neurodegenerative diseases.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área cientifica de Neurocirurgia, apresentada á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/40733
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ruben Cardoso.pdf5.35 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

678
checked on Dec 4, 2019

Download(s) 10

1,205
checked on Dec 4, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.