Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/36359
Title: Determination of skeletal maturation in Portuguese children using TW3 Method
Other Titles: Determinação da maturação esquelética em crianças Portuguesas através do Método TW3
Authors: Teixeira, Andreia Vanessa Ôlo 
Orientador: Abreu, Ana Luísa Novais Maló de
Pereira, Sónia Margarida Alves
Keywords: Hand-wrist radiograph; Skeletal maturation; Skeletal age; Bone age; Tanner-Whitehouse method; TW3
Issue Date: 2013
Abstract: Introduction: Determination of skeletal maturity is one of the most reliable parameters to assess a child’s growth. This procedure is quite important since skeletal maturity has considerable influence in the diagnosis, prognosis and treatment planning of medical disorders. The Tanner and Whitehouse method for bone age appraisal is a well-established clinical method and has been widely used to study population growth. Purpose: The aims of this study were: to compare chronological age with bone age; to establish the radio-ulna-short bones (RUS) skeletal maturity of a Portuguese sample; and to compare the skeletal maturation characteristics of a Portuguese sample to others around the world. Materials and methods: Hand-wrist radiographs of 277 girls and 203 boys, aged 7-16 years old, were rated according to the Tanner-Whitehouse 3 method; smoothed centiles curves of the scores were calculated and compared to those of Belgian, Japanese and Chinese samples. Results: There were mean differences between skeletal age and chronological age, both for boys and girls. Boys showed significant delay in bone age, with skeletal age lagging behind chronological age, whether the 10-14 year-old girls skeletal age exceeded chronological age. The 50th centiles of the RUS maturity scores showed that Portuguese girls mature faster than the Belgian and the Asian girls, while the Portuguese boys although having a 50th centile RUS scores similar to the Chinese and Japanese, mature faster than the Belgian boys. Conclusion: Portuguese girls mature faster than the Chinese, Japanese and Belgian girls while Portuguese boys although similar to the Chinese and Japanese mature faster than the other European, the Belgian boys. Introdução: A determinação da maturidade esquelética é um dos parâmetros mais fidedignos utilizado na avaliação do crescimento de uma criança. Este é um procedimento bastante importante, uma vez que a maturidade esquelética de um indivíduo tem uma influência considerável no diagnóstico, prognóstico e plano de tratamento de uma série de distúrbios médicos. O método de Tanner-Whitehouse tem sido amplamente utilizado nos estudos de crescimento populacionais. Objetivos: Este estudo teve como objectivo comparar a idade cronológica com a idade esquelética, determinar a maturidade esquelética rádio-cúbito-ossos curtos (“RUS”) numa amostra portuguesa e comparar as características de maturação esquelética de uma amostra portuguesa com outras internacionais. Materiais e Métodos: Radiografias da mão e punho de 277 raparigas e 203 rapazes, entre os 7-12 anos de idade, foram analisadas pelo método Tanner-Whitehouse 3. Foram elaborados gráficos dos percentis 50 dos “RUS scores” dos rapazes e raparigas que posteriormente foram comparados com os correspondentes das crianças de outros países. Resultados: Foram encontradas diferenças significativas entre a idade esquelética e a idade cronológica tanto para os rapazes como para as raparigas. Os rapazes apresentaram, no geral, um atraso na idade esquelética em relação à idade cronológica, enquanto que as raparigas entre os 10-14 anos apresentaram um avanço na idade esquelética em relação à idade cronológica, período sobreponível ao surto pubertário. Os percentis 50 para os “RUS scores” mostraram que as raparigas portuguesas maturam mais cedo do que as belgas e as asiáticas, enquanto que os rapazes portugueses, apesar de terem um percentil 50 sobreponível ao dos rapazes chineses e japoneses, maturam mais cedo do que os belgas. Conclusões: As raparigas portuguesas maturam mais cedo do que as chinesas, japonesas e belgas; enquanto que os rapazes portugueses apesar de terem uma maturação esquelética semelhante aos chineses e japoneses, maturam mais cedo do que os outros europeus, os rapazes belgas.
Description: Trabalho final do 5º ano com vista à atribuição do grau de mestre no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/36359
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Med. Dentária - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE - Andreia Vanessa Olo Teixeira.pdfTESE - Andreia Vanessa Olo Teixeira571.17 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

167
checked on Jan 22, 2020

Download(s)

117
checked on Jan 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.