Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/35416
Title: Representações sociais da violência entre parceiros íntimos e atitudes perante os papéis de género numa amostra de estudantes do ensino superior
Authors: Machado, Raquel Santos Branco 
Orientador: Carvalho, Maria Madalena de
Keywords: Violência entre parceiros íntimos; Representações sociais; Papéis de género; Estudantes de ensino superior; Atitudes perante papéis de género
Issue Date: 2016
Keywords: Violência entre parceiros íntimos; Representações sociais; Papéis de género; Estudantes de ensino superior; Atitudes perante papéis de género
Issue Date: 2016
Abstract: O presente estudo tem como principais objetivos investigar as representações sociais de estudantes do ensino superior acerca do fenómeno que é a Violência entre Parceiros Íntimos e as suas atitudes perante os papéis de género. É ainda explorada a relação entre estas variáveis. A amostra é constituída por 129 sujeitos, estudantes do ensino superior. Para este fim, recorreu-se a um Questionário Sociodemográfico e de Dados Complementares, o QRVC-HIST: Questionário de Violência Conjugal – Histórias (Alarcão, Alberto, Correia & Camelo, 2007), o QVCCMR: Questionário de Violência Conjugal – Causas, Manutenção e Resolução (Alarcão, Alberto, Correia & Camelo, 2007) e a EARPG: Escala de Atitudes Perante os Papéis de Género (Leaper & Vallin, 1996). Os resultados mostram uma maior legitimação da violência por parte do sexo masculino, e uma maior adesão dos homens à divisão tradicional de género. Contudo verifica-se que os sujeitos que obtiveram uma visão mais igualitária dos papéis de género, legitimaram mais a violência em todas as histórias do QRVC-HIST. Este estudo confirma a necessidade de continuar o estudo das representações sociais da VPI e das atitudes perante os papéis de género.
The present study has as its main objective to investigate social representations of higher education students about the phenomenon that is Intimate Partner Violence and their attitudes towards gender roles. The association between these variables is also studied. The sample is composed of 129 subjects, who are higher education students. To achieve this, it was used a Sociodemographic Questionnaire Supplemental Data, the QRVS-HIST: Conjugal Violence Questionnaire - Stories (Alarcão, Alberto, Correia & Camelo 2007), the QVC - CMR: Conjugal Violence Questionnaire - Causes, Maintenance and Resolutions (Alarcão, Alberto, Correia & Camelo 2007) and the EARPG: Attitudes Toward Gender Roles Scale (Leaper & Vallin, 1996). The results show a higher legimitimation of violence from male subjects, and a higher adhesion of men of a traditional division of gender. However, the subjects that obtained a more equalitarian vision of gender roles legitimized violence more in all of the stories of the QRVC-HIST. This study confirms the necessity of continuing the study of social representations of IPV and atittudes towards gender roles.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (Sistémica, Saúde e Família), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/35416
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE MIP - Raquel Machado - 2016.pdf925.84 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

194
checked on Aug 20, 2019

Download(s) 50

171
checked on Aug 20, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.