Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/35405
Title: Face2Ceph: reivindicação do empreendedorismo na área da saúde
Authors: Rosa, João Pedro Fiúza 
Orientador: Vale, Francisco do
Caramelo, Francisco
Keywords: Cefalometria Digital; Empreendedorismo; Análise Cefalométrica; Cefalometria automatizada; Análise de Mercado
Issue Date: Jun-2016
Abstract: Introdução: A descoberta dos Raio-X por Wilhelm Roentgen (1895) e o desenvolvimento do cefalostato por B. Broadbent (1931) confluíram no estudo comparativo craniofacial humano, que foi iniciado em 1938 por Brodie. Os anos 50 foram determinantes para o desenvolvimento da cefalometria como ciência. Vários autores publicaram análises cefalométricas consequentes da sua experiência e atividade clínica, identificando pontos, traçados e variáveis cefalométricas de maior importância clínica, entre estes: Tweed (1946), Steiner (1953), Downs (1956), Ricketts(1957), Wits (1975) e McNamara (1984) e Arnett e Bergman (1993). A evidência científica existente não permite uma escolha clara de um dos métodos em detrimento dos outros. Com o objetivo de optimizar o método, e utilizando várias características de outros métodos, foi definida uma análise na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, a análise de Coimbra. Posteriormente, o desenvolvimento tecnológico tornou a cefalometria digital possível e de elevado potencial, tanto pela rapidez intrínseca no processamento de dados como pela simplificação de todo o processo. Paralelamente, o telemóvel tem sido cada vez mais utilizado como um meio para suprir as necessidades de comunicação, lazer e trabalho do utilizador o que, associado às capacidades de processamento do mesmo, torna o diagnóstico cefalométrico nestes dispositivos numa possibilidade real. Objetivos: Desenvolver uma ferramenta de cefalometria para dispositivos de comunicação móvel, denominada Face2Ceph, conjugando uma componente científica e uma componente de desenvolvimento empresarial. Material e métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica, segmentada em 3 pontos: análises cefalométricas mais utilizadas; evolução de uma cefalometria manual para uma cefalometria digital; e cefalometria automatizada. Definiu-se uma proposta de negócio baseada em 5 elementos: [1] Ideias, problemas e soluções; [2] População-alvo; [3] Pesquisa de Mercado, [4] Avaliação económica e [5] Vantagens competitivas: Resultados: Pretende-se produzir um programa de cefalometria móvel simples, rápido e intuitivo (Face2Ceph)[1] para um público-alvo de 33.898 Ortodontistas especialistas [2]. Este é um segmento de mercado recente cuja única competição consiste num programa muito limitado [3]. Aparenta existir viabilidade financeira[4]. A marcação auxiliada dos pontos, apresentação de resultados em duas camadas, apresentação da previsão do aspeto pós-tratamento ortodôntico, ficha clínica completa por doente, utilização de um servidor para não sobrecarregar o sistema são alguns dos trunfos deste produto [5]. Conclusão: São necessários muitos passos para tornar algo com potencial numa realidade clínica o que obriga o clínico a entrar numa área empresarial e a viver com as incógnitas subjacentes. Dada a potencialidade inferida no plano de negócios apresentado, o Face2Ceph estará, de forma expectável, brevemente disponível.
Description: Trabalho final do 5º ano com vista à atribuição do grau de mestre no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/35405
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Med. Dentária - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Monografia de Mestrado Integrado - João Rosa - FACE2CEPH.pdfMonografia de Mestrado Integrado - João Rosa - FACE2CEPH3.07 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

208
checked on Jan 27, 2020

Download(s) 50

617
checked on Jan 27, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.