Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/35396
Title: Teoria Grounded das narrativas construídas pelas mães sobre os filhos em seguimento psicoterapêutico
Authors: Castro, Daniela de Jesus Cardoso Pinheiro de 
Orientador: Paixão, Rui Alexandre
Keywords: Psicoterapia infantil; Seguimento psicoterapêutico; Psicoterapia de mãe e filhos; Grounded Theory; Relação mãe-filho
Issue Date: 2016
Serial title, monograph or event: Teoria Grounded das narrativas construídas pelas mães sobre os filhos em seguimento psicoterapêutico
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A incidência da sintomatologia psicológica nas crianças, em Portugal, continua a aumentar, com todas as consequências que isso acarreta para a saúde das crianças e respetivas famílias. Nesse sentido, torna-se importante perceber o que é que as mães pensam e como se sentem perante tal situação. Este estudo, assente numa metodologia Grounded, visa perceber este fenómeno. Isto é, construir uma teoria Grounded a partir das perspetivas de oito mães sobre os problemas psicológicos dos filhos, incluindo as crenças que estas constroem sobre esses problemas e a interferência que essas crenças podem ter na evolução destas crianças. As mães foram entrevistadas na clínica onde os filhos são seguidos. Os resultados mostram a existência de uma Core Category – “Ferida Narcísica” - e de nove categorias principais: “Perda da Criança Ideal”, “Dimensão da Culpabilidade”, “Reconhecimento do Fracasso da Função Materna”, “Dimensão da Aceitação”, “Experiência na Clínica”, “Relações da Mãe com Outros Familiares da Criança”, “Vivências dos Outros Familiares da Criança”, “Evolução Positiva” e “Futuro da Criança”. A partir daqui, conclui-se que a visão que as mães têm sobre os seus filhos é uma visão muito centrada nos sintomas das crianças, envolvendo-as no seu narcisismo e no investimento narcísico que fazem destas crianças. Verifica-se também que as relações que as mães têm com os outros familiares influenciam a forma como lidam com os problemas das crianças, e esta influencia o modo como percecionam as atitudes e os pensamentos dos mesmos familiares em relação às crianças. Considera-se que os resultados são positivos, pois a teoria construída pelas mães tem um impacto positivo nos sintomas das crianças. O envolvimento das mães no processo psicoterapêutico dos filhos também é um dos fatores que promove a aceitação desta situação por parte das mães e, consequentemente, a evolução positiva dos filhos. Deste modo, esta investigação oferece conclusões úteis para futuros estudos e recomendações para a prática da psicoterapia com crianças.
The incidence of psychological symptomatology in children in Portugal continues to rise with profound implications regarding the health of both children and their families. Thus, it is important to understand what mothers think and how they feel about it. The present study, based on the Grounded methodology, intends to study this phenomenon. As such, a Grounded Theory is constructed from the perspective of eight mothers on the psychological problems of their children including the beliefs they have on their children’s problems and the interference those beliefs may have on the children’s evolution. The mothers were interviewed at the clinic where their children are being followed. The results show a Core Category – “Narcissistic Wound” – and nine main categories: "Loss of the Ideal Child", "Culpability Dimension”, "Recognition of Failure as a Mother", "Acceptance Dimension", "Experience at the Clinic, "Mother’s Relationship with Other Relatives of the Child”, "Experiences of the Child’s Other Relatives", “Positive Evolution” and “Child’s Future”. From here on, one can conclude that the perception mothers have of their children is one mainly centred on the child’s symptoms, since it involves the mother in her narcissism and in the narcissitic investment on the child. There is also evidence that the relationship between mothers and other family members influence the way they deal with the children’s problems, and this in turn influences the manner in which the attitudes and thoughts of those relatives towards the children are perceived. The results are considered positive seeing that the theory constructed by the mothers has a positive impact on the children’s symptoms. The mothers’ involvement in the psychotherapeutic process of their children is a key factor in the promotion of an acceptance of the situation on behalf of the mother and therefore leads to a positive outcome for the children. As such, this investigation puts forward useful conclusions for future studies and recommendations for child psychotherapy practice.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica (Psicopatologia e Psicoterapias Dinâmicas), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/35396
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE MIP - Daniela Castro - 2016.pdf1.15 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

543
checked on Sep 16, 2020

Download(s) 50

199
checked on Sep 16, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.