Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/35291
Title: Etiologia das lesões periapicais revisão da literatura e caracterização de uma série de casos clínicos
Authors: Costa, Katerin Lilieva Neto da 
Orientador: Santos, João Miguel Marques dos
Figueiredo, Maria Helena Lopes
Issue Date: Jul-2010
Abstract: Periodontite apical é um termo correntemente usado com a finalidade de descrever processos inflamatórios apicais, que ocorrem em resposta a agressões de microrganismos ou outros irritantes, presentes no sistema canalar radicular. A periodontite apical resulta de uma defesa do organismo humano em relação à ocupação microbiana do canal radicular. Os microrganismos residentes no interior do sistema canalar, bem como os produtos destes resultantes poderão estimular uma resposta inflamatória dos tecidos periapicais e posterior infecção que resultará em patologia periapical. Após necrose da polpa dentária, o organismo humana perde a capacidade de defesa relativamente aos microrganismos invasores. Pelo que, os microrganismos poderão desenvolver-se, aumentando o seu potencial virulento e patogénico, potenciando uma maior reacção por parte dos tecidos periapicais. Muitos pacientes desenvolvem periodontite apical assintomática durante longos períodos, tornando-se apenas perceptível em estádios de exacerbação, em que sinais e sintomas tornam-se evidentes. Várias condições poderão simular patologia periapical, pelo que, o Médico Dentista deverá estar informado em relação ao processo de desenvolvimento da patologia periapical, diagnosticando e tratando correctamente cada caso individualmente. A periodontite apical pode ser classificada em diferentes categorias segundo o seu desenvolvimento sintomático e histológico. A Organização Mundial de Saúde criou uma classificação própria para os diferentes factores etiológicos de periodontite apical. No entanto, esta classificação não permite o diagnóstico correcto da lesão segundo o seu desenvolvimento clínico. O desenvolvimento celular da patologia periapical está na base do diagnóstico diferencial, pelo que, o critério base de diagnóstico reside na população celular, na presença ou ausência de células epiteliais e na relação da lesão para com o dente envolvido. O objectivo deste trabalho de revisão bibliográfica é descrever os factores etiológicos da patologia apical, perceber a importância do diagnóstico correcto e documentar histologicamente uma séria de casos clínicos, por forma a concluir a importância do exame histológico, no diagnóstico preciso desta patologia. Apical periodontitis is a general term used to describe the periapical inflammatory process that occurs in response to the presence of microorganisms and other irritants within the root canal system of a tooth. Essentially, apical periodontitis is the human body’s defensive response to the pulp destruction and “foreign occupation” of the root canal. The microbial invaders residing in the root canal can advance into, or their products can agress, the periapical tissues. In response, the body mounts an array of defenses consisting of several cells classes, intricate intercellular messengers, chemical weapons and effector molecules. Despite the formidable defenses, the body cannot get rid of the foreign invaders residing in the sanctuary of the necrotic root canal. Therefore, apical periodontitis is not self-healing. The hostile microbial and host defense forces meet, clash and destroy much of the periapical tissues, resulting in the formation of various types of apical periodontitis lesions. Although many patients will develop apical periodontitis without having symptoms for a long period of time, it is very likely that there will be an acute exacerbation at some stage and then various signs and symptoms will become obvious. There are other conditions that can mimic apical periodontitis. Hence, it is essential that dental practitioners understand the progressive natural process of the periapical disease as well as how and why the various stages occur so they can be diagnosed and managed appropriately. Apical periodontitis can be classified on several bases such as etiology, symptoms and histopathological features. The World Health Organization classified apical periodontitis into various categories. However, this clinically useful classification does not take into account the structural aspects of the lesions. It is based on the several criteria which include the distribution of various cell populations within the lesion, the presence or absence of epithelial cells, whether the lesion has been transformed into a cyst and the relationship of the cyst cavity to the root canal of the affected tooth. The purpose of this work is to describe the etiological factors of apical periodontitis and to understand the importance of differential diagnosis. In order to understand how to do this, a description of some clinical cases will be made with histological images.
Description: Trabalho final do 5º ano com vista à atribuição do grau de mestre no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/35291
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Med. Dentária - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese de mestrado.pdfTese de mestrado3.65 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

826
checked on Sep 14, 2021

Download(s) 5

6,850
checked on Sep 14, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.