Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/35287
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAbreu, João Luís Maló de-
dc.contributor.advisorVale, Francisco Fernandes do-
dc.contributor.authorPato, João Paulo da Cruz-
dc.date.accessioned2017-01-09T08:49:33Z-
dc.date.available2017-01-09T08:49:33Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10316/35287-
dc.descriptionTrabalho final do 5º ano com vista à atribuição do grau de mestre no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.por
dc.description.abstractA má oclusão de classe III esquelética está associada a uma alteração da relação sagital entre a mandíbula e o maxilar, sendo vista como um dos problemas ortodônticos mais difíceis de tratar. Pode ser caracterizada pela existência de retrognatismo maxilar, prognatismo mandibular ou a combinação de ambos. Apresenta uma etiologia multifactorial, dependendo da interacção entre factores ambientais e genéticos, e a sua incidência difere de população para população. A abordagem precoce deste tipo de problema tem sido utilizada para diminuição da necessidade de tratamento na dentição permanente, quando a camuflagem ortodôntica e o tratamento cirúrgico se apresentam como as únicas opções viáveis. São várias as opções terapêuticas descritas na literatura. Este trabalho de revisão foi realizado na tentativa de responder a questões como: O tratamento precoce da má oclusão classe III é efectivo? Qual a opção da tratamento mais eficaz? O resultado do tratamento apresenta estabilidade a longo prazo? Para a pesquisa bibliográfica recorreu-se à base de dados MEDLINE, seleccionando os artigos mais relevantes sobre o assunto citado. Skeletal class III malocclusion is associated with a deviation in the sagittal relationship of the maxilla and the mandible. This is one of the most difficult problems to solve in orthodontics. It can be characterized by a maxillary retrognathism, mandibular prognathism or the combination of both. The etiology of class III malocclusion is multifactorial, because of an interaction of both environmental and hereditary factors. It´s incidence varies from population to population. Early treatment of class III malocclusion has been advocated to reduce the need of treatment in the permanent dentition, when camouflage orthodontic treatment or surgery becomes the only options. There are several treatment approaches described in the literature. The present review was undertaken in order to answer the following questions: Is early orthopedic treatment of class III malocclusion effective? Which treatment option is the most effective? Are treatment results stable? For the literature research the MEDLINE database was used, selecting the most relevant articles on the cited subject.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectClasse III esqueléticapor
dc.subjectTratamento precocepor
dc.subjectMá oclusão classe IIIpor
dc.subjectTratamento ortopédicopor
dc.titleAbordagem precoce das classes III esqueléticaspor
dc.typemasterThesispor
thesis.degree.nameMestrado Integrado em Medicina Dentáriapor
item.openairecristypehttp://purl.org/coar/resource_type/c_18cf-
item.openairetypemasterThesis-
item.cerifentitytypePublications-
item.grantfulltextopen-
item.fulltextCom Texto completo-
item.languageiso639-1pt-
crisitem.advisor.orcid0000-0003-2615-2929-
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FMUC Med. Dentária - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE COMPLETA.pdfTESE COMPLETA1.76 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s)

389
checked on Apr 9, 2024

Download(s) 5

6,647
checked on Apr 9, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.