Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/35164
Title: Ansiedade, Depressão e Stress: estudo dos polimorfismos funcionais 5-HTTLPR e rs25531 do gene SLC6A4, numa amostra de jovens adultos de nacionalidade portuguesa
Authors: Pereira, Patrícia Pinto 
Orientador: Mota, Paulo
Alvarez, Maria Manuela Pratas
Issue Date: 2015
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Os polimorfismos funcionais 5-HTTLPR e rs25531, localizados na região promotora do gene transportador de serotonina SLC6A4, deram origem a variantes alélicas, S e g, responsáveis pela diminuição dos níveis de expressão do gene. Devido à sua influência na redução da velocidade de adaptação dos neurónios serotoninérgicos em resposta a estímulos ambientais geradores de stress, foi colocada a hipótese de que estas variantes genéticas poderiam contribuir para o aumento do risco individual para a depressão major em ambientes psicossociais adversos. Esta hipótese foi testada em numerosos estudos efetuados em populações da Europa e da Ásia, porém, nem todos provaram a existência de uma relação estatística significativa entre os polimorfismos S e g e os distúrbios depressivos. Os objetivos principais do presente estudo foram descrever a diversidade genética nos locais de segregação 5-HTTLPR e rs25531 para a população portuguesa e verificar se existe interacção estatística entre o genótipo e o fenótipo que sugira uma interacção biológica entre o ambiente fisiológico interno, determinado pela expressão do gene SLC6A4, e os estímulos externos geradores de stress. Para cumprir este objectivo foram genotipados 320 jovens adultos de nacionalidade portuguesa, com idades compreendidas entre os 18 e os 31 anos, provenientes de várias regiões do país. Através de inquéritos de autoavaliação foi avaliado o ambiente psicossocial dos indivíduos incluindo a presença de perturbações psicológicas dos pais, maus tratos na infância, bem-estar geral e o nível de ansiedade, depressão e stress. A ocorrência de interação estatística entre o genótipo e os factores geradores de stress foi testada através da análise de Modelos Lineares Generalizados (MLG), implementada no programa informático IBM SPSS. Por ser a primeira vez que a frequência dos polimorfismos 5-HTTLPR e rs25531 foi descrita na população Portuguesa procedeu-se à sua comparação com a de outras populações através da estatística FST. Esta revelou grande semelhança com as populações Europeias previamente estudadas. Os resultados mostraram interações muito significativas entre alguns fatores ambientais e o locus estudado e confirmam a utilidade do design experimental G x A na interpretação de perfis de vulnerabilidade a perturbações psicológicas.
Functional polymorphisms 5-HTTLPR and rs25531, which are located in the promoter region of the serotonin transporter gene SLC6A4, gave rise to allelic variants, S and g, which slows down the synthesis of the serotonin transporter. Given that acute stressors increase serotonin release, it was hypothesised that these polymorphisms could increase the risk of major depression disorder because they reduce serotonin neurons's speed in adapting to changes in their stimulation. This hypothesis was tested in several studies conducted in European and Asian populations. However, some of them failed to demonstrate a relationship between both S and g polymorphisms, and depression. The main goal of this study was to describe the genetic diversity of 5-HTTLPR and rs25531 segregation sites for the Portuguese population, and check if there is a statistical interaction between the genotype and the phenotype. To fulfil this objective 320 young adults of Portuguese nationality, aged between 18 and 31 years, were genotyped for both 5-HTTLPR and rs25531 polymorphisms. Through self-assessment surveys their psychosocial environment was measured, including the parents' psychological disturbances, levels of abuse in childhood, general well-being, and overall levels of anxiety, depression and stress. The occurrence of a statistical interaction between the genotype and stress inducing factors was tested by way of Generalized Linear Models (GLM), implemented in IBM SPSS software. The relatedness between populations, Portuguese, European and non-European, was measured using pairwise FST statistics. The evolutionary distance between them match with similarity with European populations previously studied. The results showed highly significant interactions between environmental factors and the loci studied and confirm the usefulness of experimental design G x E in the interpretation of psychological disturbance vulnerability profiles.
Description: PEREIRA, Patrícia Pinto - Ansiedade, Depressão e Stress: estudo dos polimorfismos funcionais 5-HTTLPR e rs25531 do gene SLC6A4, numa amostra de jovens adultos de nacionalidade portuguesa. Coimbra : [s.n.], 2015. Dissertação de Mestrado.
URI: http://hdl.handle.net/10316/35164
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ansiedade, Depressão e Stress estudo dos polimorfismos funcionais 5-HTTLPR e.pdf3.28 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

643
checked on Sep 17, 2019

Download(s) 20

803
checked on Sep 17, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.