Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/34641
Title: Incontinência urinária no idoso
Authors: Reis, Carolina de Jesus Peixoto dos 
Orientador: Veríssimo, Manuel Teixeira
Nogueira, Ana Rita Garcia
Keywords: Idoso; Incontinência urinária
Issue Date: Feb-2016
Abstract: A incontinência urinária é definida pela Sociedade Internacional de Continência como “ a queixa de qualquer perda involuntária de urina” e é englobada, pela Organização Mundial de Saúde, nas grandes síndromes geriátricas. Estima-se que afete cerca de 200 milhões de pessoas em todo o mundo e é esperado que a sua prevalência venha a aumentar devido ao progressivo envelhecimento da população. A incontinência urinária pode ser dividida em 3 tipos principais: urgência, esforço e mista, existindo outros tipos menos comuns: associada a retenção crónica de urina, funcional, postural, enurese noturna, contínua, insensível, coital e multifatorial. Apresenta um impacto significativo nos doentes, nos seus cuidadores e nos sistemas de cuidados de saúde. É uma condição pouco relatada e subdiagnosticada, levando a que grande parte dos doentes não beneficie de cuidados médicos adequados. Apesar das alterações do trato urinário inferior relacionadas com a idade não causarem incontinência urinária, elas levam a que esta ocorra com mais facilidade. Assim, apesar de ser mais comum na população idosa, a incontinência urinária não deve ser considerada como parte do processo normal de envelhecimento. No idoso pode ser eficazmente avaliada, recorrendo a um uso económico dos recursos médicos com pouco ou nenhum desconforto adicional para o doente. O tratamento deve ser individualizado, resultando geralmente num alívio satisfatório e cura. A presente tese tem por objetivo elaborar uma revisão sistemática da literatura sobre a incontinência urinária no idoso, abordando aspetos relacionados com a sua epidemiologia, custos, impacto na qualidade de vida, fisiopatologia, etiologia, diagnóstico e tratamento
Urinary incontinence is defined by the International Continence Society as "the complaint of any involuntary leakage of urine" and is encompassed by the World Health Organization, as one of the major geriatric syndromes. It is estimated that affects 200 million people worldwide and it is expected that its prevalence will increase due to progressive aging of the population. Urinary incontinence can be divided into three main types: urge, stress and mixed, and there are other less common types: associated with chronic urinary retention, functional, postural, nocturnal enuresis, continuous, insensible, coital and multifactorial. It has a significant impact on patients, their caregivers and health care systems, being also a quite underreported and underdiagnosed condition, which leads to the fact that adequate medical care does not reach the majority of patients. Despite the changes of the lower urinary tract, which are age related, not causing incontinence, they lead to it occurring more easily. Thus, although more common in the elderly population, urinary incontinence shall not be considered a part of the normal aging process. In the elderly, it can be effectively evaluated by using economic medical resources with little or no additional discomfort for the patient. The treatment shall be individualized, usually resulting in satisfactory relief and healing. This thesis aims to develop a systematic review of the literature about urinary incontinence in the elderly, addressing aspects related to its epidemiology, costs, impact on quality of life, pathophysiology, etiology, diagnosis and treatment
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina, área cientifica de Geriatria, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: https://hdl.handle.net/10316/34641
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE IMPRIMIR.pdf674.81 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 1

5,173
checked on Jun 12, 2024

Download(s) 1

15,738
checked on Jun 12, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.