Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/34081
Title: Relação entre tempo de profilaxia antibiótica e taxa de infeção pós-operatória na artroplastia total do joelho e da anca
Authors: Silva, Euardo Filipe Ramalho 
Orientador: Fonseca, Fernando
Oliveira, João Pedro
Keywords: Infeção periprotésica; Artroplastia; Profilaxia antibiótica; Duração da cirurgia; Idade
Issue Date: Mar-2016
Abstract: Introdução: A infeção periprotésica (IPP) é uma das complicações mais devastadoras em artroplastia da anca e do joelho, com taxas de morbilidade e mortalidade importantes nos doentes submetidos a esta intervenção. Torna-se assim essencial definir as condicionantes envolvidas, nomeadamente para adoção de medidas preventivas eficazes. Objetivos: Primariamente, pretendeu-se determinar a influência do tempo de profilaxia antibiótica (TPA) na ocorrência de IPP e, secundariamente, do tempo de duração da cirurgia (TDC), da idade, do sexo e da antibioterapia usada pré-operatoriamente. Métodos: Foi realizado um estudo retrospetivo com dados de 100 indivíduos submetidos a artroplastia total da anca (ATA) e 100 indivíduos submetidos a artroplastia total do joelho (ATJ). Para a leitura e interpretação da informação obtida recorreu-se a análise estatística. Resultados: Na amostra total, a taxa de IPP foi de 2,5 %, variando consoante o tipo de artroplastia, isto é, 1,0 % na ATA e 4,0 % na ATJ. De todos os fatores avaliados quanto à influência na ocorrência de IPP, apenas a idade jovem se relaciona com maior taxa de IPP, com significância estatística no grupo submetido a ATA (p=0,020). Por outro lado, o prolongamento do TDC é sugestivo de se relacionar com IPP, registando um nível de significância estatística na amostra total de p=0,068, com uma duração cirúrgica média de 137,60 ± 33,523 minutos nos indivíduos infetados e de 112,55 ± 41,332 minutos nos indivíduos não infetados. Quanto ao TPA, não se verificou diferença estatisticamente significativa. Conclusão: Dos fatores estudados, concluiu-se que a idade jovem é o único que tem influência estatisticamente significativa na ocorrência de infeção, enquanto o TDC prolongado apenas parece influenciar a ocorrência de IPP. Relativamente ao TPA, concluiu-se que não influencia a ocorrência de IPP. Introduction: Periprosthetic joint infection is one of the most devastating complications in hip and knee arthroplasty, leading to extended morbidity and mortality to patients undergone surgery. Then, it is essential to define which factors are involved, in order to adopt preventive effective measures. Objectives: Primarily, we sought do determine the influence of the antibiotic prophylaxis time on periprosthetic joint infection and secondarily of surgery duration time, age, sex and preoperative antibiotherapy. Methods: We did a retrospective study using the data of 100 subjects undergone hip arthroplasty and 100 subjects undergone knee arthroplasty. Statistic analysis was used for data processing. Results: On the total sample, the rate of periprosthetic joint infection was 2,5 %, ranging according with the type of arthroplasty, 1,0 % for hip arthroplasty and 4,0 % for knee arthroplasty. Younger age was related with higher prevalence of infection, specifically on hip arthroplasty, with statistical significance of p=0,020. On the other hand, relationship with surgery duration time was also found, although without reaching statistical significance (p=0,068), with a mean surgery duration time of 137,60 ± 33,523 minutes on the infected subjects and of 112,55 ± 41,332 minutes on the subjects not infected. Concerning antibiotic prophylaxis time, it was not found statistical significance. Conclusion: Younger age was the only factor statistical significant found to increase the rate of periprosthetic joint infection in arthroplasty. Higher surgery duration time was also suggestive of increased infection, warranting further studies. Regarding antibiotic prophylaxis time, there seems to be no relationship with occurrence of infection.
Description: Trabalho de revisão do 6º ano médico com vista à atribuição do grau de mestre (área científica de ortopedia) no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina.
URI: https://hdl.handle.net/10316/34081
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Eduardo.pdfTese Eduardo357.85 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

560
checked on May 15, 2024

Download(s)

203
checked on May 15, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.