Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/33412
Title: Surdez súbita: caracterização clínico-epidemiológica e terapêutica
Authors: Fontes, António Xavier 
Orientador: Ribeiro, João Carlos Gomes Silva
Silva, Vanessa Neto da
Keywords: Surdez súbita; Etiologia; Prognóstico; Dislipidémia; Hipertensão; Diabetes mellitus
Issue Date: Jan-2013
Abstract: Introduction: Idiopathic sudden sensorineural hearing loss prognosis is variable and there are not universally accepted management and treatment. Methods: The present retrospective study assessed 69 consecutive patients with idiopathic sudden sensorineural hearing loss, with regard to the functional hearing prognostic value of demographic, epidemiologic, audiometric and cardiovascular risk factors. Results: The results did not revealed the following factors to be related to a better hearing outcome: younger age; less time elapsed between the onset of hearing loss and the beginning of treatment; and an upward-sloping audiogram contour. We found a higher incidence of co-morbidities in the group of patients with total deafness. Conclusions: The present study revealed that commonly known prognostic factors were not valid when applied to our population. The high incidence of cardiovascular risk factors in the population with greater hearing loss and worst recovery suggests its role as a poor prognostic element and favors the vascular etiological theory. Introdução: O prognóstico da surdez súbita é variável e não existe uma abordagem e um tratamento universalmente aceites. Métodos: O presente estudo retrospetivo analisou o valor prognóstico, em termos funcionais, de fatores demográficos, epidemiológicos, audiométricos e de risco cardiovascular em 69 casos consecutivos de doentes com surdez súbita idiopática. Resultados: Não se verificou relação entre uma maior recuperação e os seguintes fatores: idade jovem, menor período de tempo entre o início do quadro sintomatológico e o início do tratamento e uma curva audiométrico ascendente. Encontrámos uma maior incidência de co-morbilidades cardiovasculares no grupo de doentes com cofose. Conclusão: O presente estudo revelou que os fatores de prognóstico comummente associados à surdez súbita não se mostraram válidos quando aplicados à nossa população. A elevada incidência de fatores de risco cardiovasculares no grupo que apresentou maior perda auditiva e pior recuperação sugere o papel daqueles como elementos de mau prognóstico. Estes dados favorecem a teoria etiológica vascular.
Description: Trabalho de revisão do 6º ano médico com vista à atribuição do grau de mestre (área científica de otorrinolaringologia) no âmbito do ciclo de estudos de Mestrado Integrado em Medicina.
URI: https://hdl.handle.net/10316/33412
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE.pdfTESE421.01 kBAdobe PDFView/Open
CAPA.pdfCAPA89.64 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

499
checked on Apr 9, 2024

Download(s) 20

819
checked on Apr 9, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.