Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/32606
Title: A Encomenda de Tradução e o "Fator Humano": Traduzir da OMS para a Ordem dos Enfermeiros
Authors: Ferreira, Maria do Céu 
Orientador: Pinho, Jorge
Keywords: Tradução; Teorias e abordagens funcionalistas; Skopos; Encomenda de tradução; Problemas de tradução; Fator humano; Organização Mundial de Saúde - OMS; Enfermagem; Enfermeiro/a; Enfermeiro/a Especialista em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica - EEESMO; parteira; cuidados de saúde; Europa; Jornalismo
Issue Date: 12-Oct-2016
Abstract: Este relatório visa descrever e analisar algumas das questões, problemas e desafios que surgiram durante o trabalho realizado no estágio curricular cumprido na Secção Regional do Centro da Ordem dos Enfermeiros, em Coimbra, centrados, sobretudo, na tradução de um documento de orientação estratégica europeia, emanado da Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2015, para a enfermagem e enfermagem de saúde materna e obstétrica. As matérias principais foram suscitadas pela tradução do documento da OMS/Europa do inglês para o português, gerando reflexão em torno da relevância da encomenda de tradução, das teorias e abordagens funcionalistas e do skopos e de tópicos como a tradução especializada ou a tradução em grandes organizações internacionais. A tarefa de traduzir em contexto profissional é encarada como um ato comunicativo complexo, determinado por variáveis que vão para além das abordagens teórico-práticas e que surgem nas estratégias e procedimentos concretos adotados, mediados pelas qualificações e competências do tradutor/a, mas também pela sua subjetividade e criatividade (Mayoral Asensio, 2003a)). Além de uma reflexão sobre as várias etapas do processo tradutivo, analisam-se ainda alguns problemas específicos que surgiram durante os trabalhos realizados no estágio, ligados a aspetos pragmáticos, culturais e socioprofissionais – por exemplo, as diferenças existentes entre Portugal e outros países relativamente ao Enfermeiro/a Especialista em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica / parteira/o – e suas implicações para a tradução. A tradução de textos já traduzidos para inglês e o inglês como lingua franca são ainda outras questões abordadas e pertinentes nesta era de globalização e de esbatimento das fronteiras nacionais. Palavras-chave: Tradução, teorias e abordagens funcionalistas, skopos, encomenda de tradução, problemas de tradução, fator humano, Organização Mundial de Saúde – OMS, enfermagem, enfermeiro/a, Enfermeiro/a Especialista em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica (EEESMO) – parteira/o, cuidados de saúde, Europa.
Abstract This internship report aims to describe and analyze some issues/subjects, problems and challenges raised during the time of work carried out at Secção Regional do Centro da Ordem dos Enfermeiros, in Coimbra (Portugal), focusing mainly on the translation of a World Health Organization (WHO) document, delivered in 2015, with the European strategic directions for nursing and midwifery . The main issues arose with the translation of the WHO/Europe document from English to Portuguese, prompting reflection on the relevance of the translation brief, functional and Skopos theories and approaches, and on topics such as specialized translation or translation in large international organizations. The professional translation task is seen as a complex communicative act whose variables go beyond theoretical and pragmatic approaches and emerge in the concrete strategies and procedures mediated by the translator’s skills and qualifications, but also by his/her subjectivity and creativity (Mayoral Asensio). Besides reflecting on the various stages of the translation process, some specific problems that arose during the work carried out in the internship were also analyzed, namely pragmatic, cultural, social and professional aspects – for example, the differences between Portugal and other countries with respect to midwifery – and their implications on translation. Other issues covered are the translation of texts previously translated into English and English as a lingua franca, relevant in an era of globalization and when national borders seem to fade away. Key words: Translation, functionalist theories and approaches, Skopos, translation brief, translation problems, human factor, World Health Organization – WHO, nursing, nurse, midwife, health care, Europe.
URI: http://hdl.handle.net/10316/32606
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Tradução - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
M.CEU.SERGIO.FERREIRA.pdf1.38 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

406
checked on Sep 17, 2019

Download(s) 20

623
checked on Sep 17, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.