Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/32228
Title: Desenvolvimento de um adesivo de base aquosa
Authors: Carvalho, Diogo Miguel Mendes 
Orientador: Azenha, Maria Emília
Antunes, Filipe
Keywords: Industria Química; Adesivo
Issue Date: Feb-2016
Citation: Carvalho, Diogo Miguel Mendes / Desenvolvimento de um adesivo de base aquosa
Abstract: Os adesivos à base de solventes orgânicos são cada vez mais produtos de tempo de vida limitado, alguns até já restritos, pelas imposições legais que os abrangem. Assim, o interesse no estudo e comercialização de adesivos de base aquosa tem vindo a crescer ao longo das últimas décadas. Os principais objetivos deste estudo académico centraram-se no desenvolvimento e otimização de adesivos cujo polímero principal foi o policloropreno. A principal aplicação deste adesivo incide na união de espumas de poliuretano utilizadas na construção de colchões, sofás, mobiliários, automóveis, etc. A finalidade deste trabalho foi a obtenção de um adesivo estável e com elevada adesão de modo a possibilitar um trabalho de montagem rápido e de elevada qualidade, permitindo deste modo o transporte quase imediato dos materiais unidos. Uma das principais características deste adesivo é que este deveria apresentar uma viscosidade baixa uma vez que o seu método de aplicação vai ocorrer por pulverização através de uma pistola a um componente. Inicialmente, começou-se por estudar as propriedades de um adesivo já existente no mercado, Simalfa 315 OF, e tentou-se perceber a importância de alguns dos seus aditivos na formulação. Seguidamente, procedeu-se ao estudo da redução da percentagem de policloropreno em formulações adesivas para espumas de poliuretano. Por fim, tentou-se aperfeiçoar as propriedades de adesão das formulações através da adição de vários aditivos. As amostras foram caracterizadas com base em diferentes técnicas e métodos analíticos. De todas as amostras estudadas, a mais promissora apresentava uma diminuição da quantidade policloropreno inicial para 20% juntamente com dois aditivos que favoreceram a adesão inicial ao substrato, designadamente a glicose e as nanopartículas de sílica. Foram também introduzidas nanopartículas de prata devido ao seu efeito antibacteriano e ajustada a viscosidade com a inclusão de um espessante, a goma xantana. Concluindo, um aumento da percentagem de agentes espessantes poderá levar à formação de géis. Este aumento de viscosidade poderá alargar a aplicação do adesivo a outras áreas de mercado, xi i desde a indústria do calçado até à construção civil onde poderá ser utilizado como um adesivo de revestimento na colagem de pavimentos.
URI: http://hdl.handle.net/10316/32228
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FCTUC Química - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Tese Diogo Carvalho.pdf3.9 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 50

311
checked on Jul 8, 2020

Download(s)

123
checked on Jul 8, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.