Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31755
Title: Estabelecimento in vitro de genótipos de tamarilho e avaliação fisiológica das plantas obtidas
Authors: Braga, Ana Isabel Miranda 
Orientador: Canhoto, Jorge
Correia, Sandra
Keywords: Calo; Embriogénese somática; Micropropagação; Stresse hídrico; Tetraplóides
Issue Date: 2015
Citation: BRAGA, Ana Isabel Miranda - Estabelecimento in vitro de genótipos de tamarilho e avaliação fisiológica das plantas obtidas . Coimbra : [s.n.], 2015. Dissertação de Mestrado em Biodiversidade e Biotecnologia Vegetal
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O tamarilho é uma espécie com crescente interesse económico uma vez que produz frutos pouco calóricos e com um forte teor de provitamina A e vitaminas B6, C e E, e contém ainda níveis elevados de proteínas, pectinas, fibras, ferro, cálcio e fósforo. Apesar de apresentar um grande potencial agrícola o seu cultivo apresenta algumas limitações e a sua produção tem sido pouco explorada. O estabelecimento de rebentos com origem em árvores adultas, com a sua posterior micropropagação e indução de embriogénese somática a partir dos explantes foliares tem sido utilizado como protocolo para a clonagem de árvores adultas desta espécie. Nos ensaios de indução de embriogénese somática realizados no âmbito deste trabalho não se obtiveram embriões somáticos. Para além disso, o desenvolvimento de embriões a partir de calos mantidos in vitro apenas se verificou para a linha mais recentemente estabelecida. A poliploidia pode ter como resultado o efeito “giga” nas plantas, uma condição que se pode revelar importante em termos produtivos. Nos ensaios realizados comparou-se a resposta de plantas tetraploides de tamarilho com plantas diplóides em termos de resposta ao stresse hídrico. Os resultados mostraram que as plantas tetraplóides se comportam melhor em condições de stresse embora nem todos os parâmetros avaliados tenham mostrado a existência de diferenças estatisticamente significativas entre os dois grupos de plantas. Assim, verificou-se que as plantas tetraplóides apresentam melhores resultados no que diz respeito à eficiência fotossintética e às trocas gasosas. No que diz respeito aos teores de prolina, um aminoácido cuja presença pode indicar stresse na planta, os tetraplóides mostraram uma baixa quantidade da mesma, quando comparados com os diplóides. Deste modo parece poder concluir-se que as plantas tetraplóides, no estado de desenvolvimento em que foram testadas, apresentam um maior grau de tolerância ao stresse hídrico do que os correspondentes diplóides.
Tamarillo is a species with increasing economic interest. It produces low calorie fruit and has a strong pro-vitamin A content, vitamins B6, C and E, containing high levels of proteins, pectins, fibers, iron, calcium and phosphorus as well. Despite having a great agricultural potential, there are some limitations regarding its cultivation, having its production been poorly explored. The establishment of shoots originating from adult trees, with its subsequent micropropagation and induction of somatic embryogenesis from leaf explants, has been used as a protocol for the cloning of this species adult trees. The somatic embryogenesis induction trials conducted in this work didn’t have successfully obtained somatic embryos. In addition, the development of embryos from callus maintained in vitro was only observed in the most recently established line. The polyploidy may result in the "giga" effect, setting place for a plant condition that could prove its importance in productive terms. For tests comparing the tetraploid and diploid tamarillo plants response to water stress, results have shown that tetraploid plants behave best in terms of stress, although not all parameters presented significant differences between the two groups of plants. Thus, it was found that tetraploid plants exhibit the best results regarding the photosynthetic efficiency for gaseous exchange. Concerning proline, an amino acid whose presence may indicate stress in the plant, the tetraploid showed a low amount thereof, when compared with diploid. Therefore, it seems reasonable to conclude that the tested tetraploid plants in the state of development show a higher degree of tolerance to water stress than the corresponding diploid.
Description: Dissertação de Mestrado em Biodiversidade e Biotecnologia Vegetal, apresentada ao Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/31755
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

308
checked on Sep 17, 2019

Download(s) 20

794
checked on Sep 17, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.