Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31745
Title: Gravidez e maternidade na adolescência:vivências de jovens angolanas
Authors: Chambata, Elsa Avelina L. 
Orientador: Santos, Maria João Seabra
Keywords: Gravidez na adolescência; Angola; Maternidade
Issue Date: 2015
Serial title, monograph or event: Gravidez e maternidade na adolescência:vivências de jovens angolanas
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A gravidez na adolescência é aquela que ocorre antes dos vinte anos, podendo ocasionar modificações importantes no curso de desenvolvimento da jovem. O presente estudo incide sobre a gravidez e maternidade de jovens angolanas e procurou contribuir para a compreensão deste fenómeno, bem como para a promoção de novas formas de planificação e atuação no modo de lidar com a gravidez e maternidade na adolescência em Angola. Contou com uma amostra de 40 mães angolanas adolescentes e 40 mães adultas, residentes na cidade do Lubango e arredores. Foram aplicados diferentes instrumentos: questionário sociodemográfico, questionário geral sobre gravidez e nascimento e um questionário para avaliação de aspetos ligados à maternidade na adolescência. Para análise dos dados recorreu-se a estatística descritiva e a testes paramétricos (t de Student) e não-paramétricos (Quiquadrado e U de Mann-Whitney). Os resultados apontam para algumas diferenças estaticamente significativas na comparação de mães adolescentes e não-adolescentes quanto a variáveis da gravidez e nascimento (nomeadamente, planificação da gravidez, reação da jovem e do companheiro à situação de gravidez, participação do pai nos cuidados prestados ao bebé e consumos durante a gravidez). Quanto à caracterização da situação de gravidez e maternidade na adolescência, os dados apontam para alteração substancial do estilo de vida, nomeadamente quanto à frequência escolar da jovem. No que refere à exploração de diferenças entre as respostas dada ao questionário sobre gravidez e nascimento por mães adolescentes de diferentes idades, não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas. A exploração de diferenças na perceção de competências do bebé por parte de mães adolescentes em função da satisfação com o sexo do bebé e do planeamento da gravidez, não foram encontradas associações significativas entre estas variáveis. Apesar das potencialidades deste estudo, o mesmo representa apenas um contributo, a necessitar de futuros aprofundamentos sobre esta temática no contexto angolano.
Teenage pregnancy is one that occurs before twenty years and may lead to significant changes in the youngster developmental course. This study focuses on pregnancy and motherhood in Angolan youth and sought to contribute to the understanding of this phenomenon, as well as to promote new ways of planning and acting with respect to teenage pregnancy and motherhood in Angola. A sample of 40 Angolan teenage mothers and 40 adult mothers living in the city of Lubango and surroundings participated in the study. Different instruments were used: socio-demographic questionnaire, general questionnaire on pregnancy and birth and a questionnaire to assess aspects related to motherhood in adolescence. Data analysis consisted of descriptive statistics, and parametric tests (t test) as well as non-parametric (Chi-square and U of Mann-Whitney). The results point to some statistically significant differences when comparing adolescent and non-adolescent mothers in variables of pregnancy and birth (e.g., planning of pregnancy, reaction of the young mother and her partner to pregnancy, father's participation in the baby’s care, and substance abuse during pregnancy). As for the characterization of the situation of pregnancy and motherhood in adolescence, the data point to substantial changes in lifestyle, namely in school attendance. As regards the exploration of differences between the answers given to the questionnaire on pregnancy and birth by adolescent mothers of different ages, no statistically significant differences were found. The exploration of differences in the perception of the baby’s competences by teenage mothers, as a function of being pleased with the baby’s sex, and of having planned the pregnancy, no significant associations were found between these variables. Despite the potential of this study, it is only a contribution, in need of further insights on this subject in the Angolan context.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica (Sistémica, Saúde e Família), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/31745
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Elsa Avelino Chambata.pdf215.99 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

576
checked on Nov 12, 2019

Download(s) 50

250
checked on Nov 12, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.